ELEIÇÃO DE 2014

Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso reprova contas de campanha de Francisco Galindo

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) desaprovou a prestação de contas de campanha – referentes às Eleições 2014-, do então candidato a deputado estadual pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Francisco Bello Galindo Netto. A decisão foi proferida pela Corte na sessão plenária desta terça-feira (07/06).

O extrato da prestação de contas apontou que, durante a campanha de 2014, Francisco Galindo arrecadou a quantia de R$ 1.751.290,00 e gastou o montante de R$ 1.715.325,39.

A Corte determinou que o ex-candidato devolva ao diretório estadual do PTB, no prazo de 30 dias e devidamente atualizado, o montante de R$ 15.473,48 – que se refere a recurso não utilizado (sobra).

A Coordenadoria de Controle Interno e Auditoria (CCIA) do TRE-MT, em relatório, apontou várias irregularidades nas contas, as quais foram consideradas graves pelo juiz membro Paulo Cézar Alves Sodré, relator do processo. 

Irregularidades:

Nas contas há 58 contratos de fornecedores sem a assinatura e dados pessoais dos mesmos. Intimado sobre a irregularidade, o ex-candidato apresentou “relatório de despesas não contabilizadas por falta de documentos pessoais”, que totaliza R$ 17.461,86. Também juntou diversos contratos de prestação de serviços, no valor individual de R$ 300,00.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *