ACUSADO DE CORRUPÇÃO

Tribunal de Justiça de MT nega concessão de prisão domiciliar a desembargador preso no CCC

O desembargador Alberto Ferreira de Souza, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, negou habeas corpus que pedia a transferência do desembargador afastado Evandro Stábile para uma cela especial em uma unidade militar ou, caso não houvesse, a conversão em prisão domiciliar.

Na decisão, da última terça-feira (7), Alberto Ferreira extinguiu o processo, por entender que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) era o órgão competente para analisar o requerimento.

Stábile está preso no Centro de Custódia da Capital (CCC), desde o início de abril, por determinação do STJ, que o condenou a seis anos de prisão por corrupção passiva. As informações são do Midianews

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *