LÍDERES DOS TERROR

Mais três detentos do Presídio Central são autuados por comandar ataques

Três reeducandos da Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá, foram autuados em flagrante, na noite deste domingo (12.06), por liderarem os ataques à ônibus e demais episódios criminosos que ocorreram desde a última sexta-feira (10.06) em várias cidades do Estado.

J. L. B., R. S. R. e C. A. V. T. orquestraram as ações de dentro da unidade prisional, onde cumprem pena. 

Em uma busca minuciosa nos raios 3 e 4, na noite deste domingo, os agentes encontraram aparelhos celulares e materiais diversos que comprovaram a participação do trio nas ordens de ataques criminosos que aconteceram em Mato Grosso.

Segundo o secretário adjunto de Inteligência da Sesp, Gustavo Garcia, a identificação das lideranças foi possível graças a um intenso trabalho de investigação das forças de Segurança Pública em conjunto com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh).

“Por meio desse trabalho integrado conseguimos identificar essas pessoas como lideranças das ações criminosas em todo Estado”, disse.

As investigações vão continuar tanto dentro das unidades prisionais como fora, para identificar possíveis novos participantes dos atos criminosos. 

“Essas autuações são apenas a continuação de um trabalho que não vai parar”, destacou Garcia.

O trio foi autuado por organização criminosa e crime de incêndio.

Operação

Por determinação do governador Pedro Taques (PSDB), as forças de segurança de Mato Grosso deflagraram, desde a noite de sexta-feira (10.06), uma operação integrada contra os ataques criminosos no Estado.

No sábado, 14 pessoas foram presas, sendo 10 em Cuiabá e Várzea Grande, e outras quatro em Primavera do Leste, onde foram queimadas uma viatura desativada da Polícia Militar e um veículo utilitário.

No domingo, policiais militares de Barra do Garças prenderam duas pessoas suspeitas de atear fogo em duas viaturas do Sistema Socioeducativo do município. 

Na Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) foi montado um gabinete de crise que acompanha os trabalhos no Estado. 

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *