GREVE DOS SERVIDORES

AL e Fórum entram em entendimento sobre RGA; Taques decide se aceita proposta

Deputados estaduais apresentaram, nesta terça-feira (21), uma nova proposta para pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) aos servidores do Executivo, que estão em greve desde 31 de maio.

A proposta mantém o pagamento de três parcelas de 2% nos meses de setembro de 2016, janeiro e março de 2017 e inclui o pagamento de uma quarta parcela, de 4,21%, em abril, referente à retroatividade inflacionária.

Com isso, fica garantido o pagamento de 10,21% do total de 11,28% reivindicado pelos servidores, ficando 1,07% restante para ser pago em setembro de 2017, sendo esse percentual retroativo a maio de 2016.

“A retroatividade inflacionária foi convertida em uma quarta parcela. Assim, esse diferencial ficará garantido”, ressaltou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Maluf (PSDB).

A proposta foi oficializada em um documento, elaborado por técnicos da Assembleia Legislativa e da Secretaria de Estado de Gestão (Seges), em parceria com representantes do Fórum Sindical.

Também foi incluída no texto, por sugestão dos sindicalistas, a extinção das demandas jurídicas contra os sindicatos por perda de objeto, bem como do corte de ponto aplicado aos servidores das categorias que tiveram suas greves declaradas ilegais pela Justiça.

O documento foi ratificado pelo Fórum Sindical e entregue ao governador Pedro Taques, que dará uma resposta final até as 14h desta quarta-feira (22).

No mesmo horário, deputados e sindicalistas voltarão a se reunir na Assembleia Legislativa.

A intenção é que o novo texto seja levado para deliberação em Plenário na próxima quinta-feira (23), às 9h.

O acordo entre deputados e sindicalistas surgiu durante reunião realizada para debater a votação do projeto de lei encaminhado pelo Executivo, que previa o pagamento de 6% em três parcelas, a serem quitadas nos meses de setembro de 2016, janeiro e abril de 2017, sendo o restante repassado à medida que o estado alcance o índice da LRF.

A reunião foi iniciada às 17h, no Colégio de Líderes, e terminou por volta das 00h.

Participaram das conversas o presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Maluf (PSDB), o líder do Governo na Assembleia, Wilson Santos (PSDB), e os deputados Eduardo Botelho (PSB), Oscar Bezerra (PSB), Dilmar Dal Bosco (DEM), Leonardo Albuquerque (PSD), Saturnino Masson (PSDB), Zé do Pátio (Solidariedade), Nininho (PSD), Wagner Ramos (PSD) e Baiano Filho (PSDB).

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *