EM FLAGRANTE

Três servidores do Detran de MT são presos cobrando propina de usuários

Três servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) foram presos em flagrante no município de Sapezal (468Km de Cuiabá), na tarde desta quinta-feira (07.07) pelos crimes de falsificação de documento público, falsidade ideológica, associação criminosa, corrupção passiva, corrupção ativa e posse ilegal de munições.

As prisões são decorrentes de operação conjunta da Corregedoria Setorial do Detran-MT (USC), Coordenadoria de Fiscalização (CFISC) e Polícia Judiciária Civil (PJC).

De acordo com a Corregedoria Setorial do Detran-MT, as investigações começaram após a presidência da autarquia noticiar os fatos a unidade de correição.

Durante os trabalhos de monitoramento e investigação foi constatado que os servidores D.J.B., E.G. e S.P.M. estavam favorecendo diversos usuários, em troca de vantagens financeiras indevidas, com a finalidade de facilitar ou dar agilidade em procedimentos de transferências de veículos.

Os investigadores da CFISC informaram que dentre as ilegalidades praticadas o que mais chamou a atenção na investigação foi o crime de inserção de dados no Sistema Informatizado do Detran-MT (Detrannet).

Conforme apurado, os servidores públicos envolvidos se apropriaram ilegalmente das senhas e logins de outros servidores lotados na Ciretran de Sapezal.

Assim tinham acesso exclusivo a vistoria veicular e desta forma conseguiam realizar diversas fases do processo de vistoria, auditagem e transferência de veículos em um tempo menor que o processo transcorre legalmente.

Os servidores envolvidos nas fraudes responderão, além de processo criminal, o processo administrativo disciplinar, que pode culminar ao final na demissão dos mesmos.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *