https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/TABORELLI.jpg

"NÃO FOI ATENTADO"

Secretário de Segurança nega escolta; Taborelli diz que sofre represália do Estado

Como Mato Grosso Mais já havia adiantado (leia aqui), a Secretaria de Segurança Pública do Estado negou o pedido feito pelo deputado estadual Pery Taborelli (PSC) para que o parlamentar e a família dele tivessem escolta policial.

A decisão de negar o pedido foi anunciada pelo secretário de Segurança, Rogers Jarbas, nesta sexta-feira (8).

Ao tomar conhecimento, Taborelli criticou a decisão e disse que a negativa de escolta seria uma represália do Estado.

ENTENDA O CASO

Na última terça-feira (5), Taborelli (PSC) disse que foi vítima de uma tentativa de homicídio no bairro Jardim das Américas, em Cuiabá, quando chegava na casa de um assessor.

Segundo o deputado, ele estava acompanhado com os dois filhos.

Eles estavam em dois carros, quando chegaram próximo do portão, quatro homens que estavam em um voyage começaram a fazer os disparos.

O deputado disse que não teve outra alternativa a não ser revidar.

Para Taborelli, o que aconteceu na noite de terça-feira no Jardim das Américas foi um atentado contra ele e a família.

PRISÃO DA QUADRILHA

No dia seguinte, a Polícia Civil conseguiu prender a quadrilha.

A delegada Jannira Laranjeira Siqueira Campos, responsável por investigar o caso, disse que não houve atentado, e sim que o caso se tratava de tentativa de assalto.

“Desceram quatro criminosos do Voyage, dois deles armados. No momento que eles tiraram as vítimas dos veículos, a BMW do coronel Taborelli encostou na rua. O deputado percebeu a ação dos bandidos e trocou tiro com eles. Não sabemos ainda dizer quem atirou primeiro”, revelou a delegada.

A delegada teve acesso a imagens do circuito de segurança da residência.

A profissional informou que já interrogou os quatros suspeitos que foram presos e os indiciou pelos crimes de tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte) e associação criminosa.

Ainda de acordo com as investigações, os quatro bandidos também foram autores de um assalto contra a vereadora Lueci Ramos (PSDB).

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *