LUTO NO JUDICIÁRIO

Desembargador aposentado do Tribunal de Justiça, Tadeu Cury é enterrado em cemitério de Cuiabá

Foi enterrado no final da tarde desta quarta-feira (13), o corpo do desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, José Tadeu Cury.

O corpo foi enterrado no cemitério Parque Bom Jesus, em Cuiabá.

O magistrado, de 71 anos, morreu na madrugada desta quarta-feira (13 de julho).

A causa da morte foi infecção generalizada.

O magistrado estava internado há 12 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Rosa, segundo informações da assessoria do Tribunal de Justiça.

Cury lutava contra um câncer há dois anos.

O desembargador deixa a esposa, quatro filhos e três netos.

Trajetória – Natural de Rio Claro (SP), José Tadeu ingressou aos 36 anos na magistratura. Como juiz passou pelas Comarcas de Alto Araguaia, Barra do Garças, Várzea Grande e Cuiabá. Foi promovido ao cargo de desembargador em 19 de setembro de 1994. Foi presidente da Comissão Estadual Judiciária de Adoção no biênio de 2001/2002.

Tadeu Cury Foi presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em 1998 e vice-presidente no ano de 1997. Entre 2001 e 2003 foi corregedor do TJMT.

No site do TJMT, o presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Paulo da Cunha, decretou luto oficial de três dias.

Tadeu Cury Antes foi aposentado compulsoriamente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em 23 fevereiro de 2010, com outros nove magistrados, o desembargador chegou a ser presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Estado.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *