https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/02/SERYS.jpg

PRÉ-CANDIDATA DO PRB

Serys afirma que tem experiência o suficiente para deixar Cuiabá ‘nota 10’

Com mais de 20 anos de vida pública, a ex-senadora Serys Slhessarenko assegura que experiência é a qualidade que ela tem de melhor para administrar a capital.

Serys, na condição de pré-candidata, afirma que é o único nome do PRB para a eleição majoritária deste ano em Cuiabá.

Ela deve enfrentar a disputa como a única mulher.

Para sair candidata, conta com o apoio de dois parlamentares de renome nacional do PRB, que lideram as pesquisas de intenção de voto em duas das mais importantes cidades brasileiras: Celso Russomano (São Paulo) e Marcelo Crivela (Rio de Janeiro).

Segundo Serys, o PRB tem uma dimensão bem maior do que muitos pensam, com 23 parlamentares no Congresso Nacional, em apenas 10 anos de fundação. “É maior do que o PDT, o PPS e outros partidos que não são colocados entre os nanicos”, esclarece.

A convenção do PRB, em Cuiabá, está prevista para o período de 20 de julho a 5 de agosto. A data ainda será marcada.

Biografia

Nascida em Cruz Alta, Rio Grande do Sul e moradora de Cuiabá há 50 anos, Serys é o quadro mais experiente entre os demais pré-candidatos.

Ela conta que, pela infância que teve, fez-se guerreira e sabe vencer barreiras. “Enfrentei uma doença ortopédica e tive que ficar, aos 7 anos de idade, por dois anos engessada da cabeça aos pés”, relembra.

De família pobre, mudou-se com o marido, militar, para Cuiabá onde nasceram e se criaram seus quatro filhos.

Serys estudou e se formou pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) da qual se tornou professora, atualmente aposentada.

Do histórico político – três mandatos como deputada estadual e um, como senadora – ela se orgulha do apoio às lutas populares e de sua luta por recursos para beneficiar todos os municípios de Mato Grosso, em prol de obras e serviços públicos.

Incansável na luta contra a corrupção Serys também foi autora da Lei que acabou com o Fundo de Aposentadoria dos Deputados na Assembleia Legislativa (FAP) e da Lei da Delação Premiada, que, na Lava Jato, está possibilitando o esclarecimento de crimes de corrupção e passando o Brasil a limpo.

Com 20 anos de mandato não aceitou receber aposentadoria como política por entender que isso pode ser legal, mas é imoral, pois no seu entendimento a política não pode ser uma carreira para ninguém. A única aposentadoria que recebe é de professora da UFMT onde lecionou por 27 anos.

Sempre presente nos movimentos sociais relembra o caso de uma desocupação, da qual participou ativamente: “Nos Altos da Serra segurei 200 policias no peito”.

Pensamento progressista

Serys afirma que em nenhuma hipótese admite abrir mão das suas convicções e bandeiras.

Sobre alguns temas polêmicos, se posiciona claramente contra a homofobia, contra o machismo e pelo direito dos homossexuais em estabelecer relação estável.

Tem sua vida pautada pela defesa dos direitos das mulheres e pela luta contra a violência sofrida por todas elas.

Separada, mãe de quatro filhos e avó de seis netos, tem na família e nos companheiros de sua trajetória de luta o respaldo para seguir na política.

Veja Mais

Um comentário em “Serys afirma que tem experiência o suficiente para deixar Cuiabá ‘nota 10’”

  1. Gilstinho disse:

    Disso ela entende; Ela, obrigou os velhinhos aposentados, ha voltar pagar imposto do INSS por todo o resto de vida que ainda existem. Nota 10 mesmo mas vermelho.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *