https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/05/elvis-dois.jpg

Violência, vencendo o Estado

Hoje a violência tomou conta do Brasil, não se respeitam mais o fardados e nem muito menos os togados. A cada dia que passa, é cumulativo o aumento da criminalidade no Brasil, as cadeias cada vez mais lotadas, um sistema carcerário falido, uma polícia ineficiente, esta não pelo mérito, mas por falta de estrutura, capacitação e efetivo.

Em especial a Cuiabá-MT, nós percebemos que a violência tomou conta da nossa capital, não se salva ninguém, não existe mais lugar seguro, seja dentro ou fora de casa, somos todos refém. Atualmente, até os apartamentos estão sendo escalados por “homem aranha”, parece piada, mas não é! Tivemos base da policia militar e delegacia atacadas, é o lado “negro da força” mostrando que estão combatendo em situação de igualdade com o fracassado erário.

O Estado brasileiro está falido economicamente, moralmente, politicamente etc,. Logo e urgente, é necessário uma revisão geral em nossos conceitos e leis sobre a menoridade, sobre o trabalho do menor, sobre o conceito de crime, sobre as penas dos crimes, sobre o porte legal de arma de fogo para um cidadão de bem. A velha frase de que quem anda armado ou é polícia ou é bandido não cabe mais lugar no presente momento.

O Estado, nas pessoas de seus representantes, têm que admitirem e reconhecerem em público, que não dão conta da criminalidade. Que são incapazes de ofertarem uma Segurança Pública eficaz para a sociedade pagadora de impostos. Não é possível que uma minoria de criminosos, consigam vencerem a grande maioria de pessoas de bem que vivem no Brasil, e em especial na grande Cuiabá, esta que sofre com a grande onda de violência escancarada. Na real! É preciso que muitos parlamentares e “pensadores” parem com o “mi mi mi”, está provado que isso nunca funcionou no Brasil.

Estampam a mídia tanto televisiva, impressa ou virtual, as manchas de sangue, de perdas que ocorrem 24 horas por dia todos os dias. A classe política de Brasília, aquela que detém o poder de mudar alguma coisa, estão mais preocupados em se salvarem diante das inúmeras operações policias que estão em curso no Brasil. E, em não sendo por esse motivo, só se preocupam com os seus interesses particulares e de seus agraciados “bajuladores e entes”.

Equivocados estão, esquecem eles que, se a violência ainda não os atingiram, do jeito que está, muito tempo não vai demorar! O presente texto, invoca a necessidade de estancar a grande onda violência que aí está, e é claro, não podemos deixar de lado, os crimes de colarinho branco, que é o principal câncer da nação.

O Brasil atual, precisa de um choque de ordem, uma verdadeira “injeção benzetacil” no que se refere à crescente onda de violência, e para garantir matar o mal pela raiz, a primeira doze deve ser dada àqueles que saqueiam os cofres públicos, e paralelo a isso, uma outra doze cavalar, na criminalidade urbana.

Por fim, caso assim não os façam, estaremos em breve, retornando ao Estado de Barbárie no BRASIL, por óbvio, o que estamos passando agora, nada mais é do que um estágio do que ainda está por vir.

Elvis Crey Arruda de Oliveira – Advogado em Cuiabá

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *