https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/04/martelo-judicial-e1519399181402.jpg

BRIGA DE TERRA

Justiça concede HC a casal acusado de ser mandante de crime bárbaro em MT

Divulgação

O desembargador Rondon Bassil Dower Filho, da 2ª Câmara Criminal de Cuiabá, atendeu ao pedido da defesa e concedeu HC para o casal J. S. da S. e R. C. H.

A decisão foi publicada no Diário Eletrônico da Justiça desta quarta-feira (13).

Mas na decisão, o magistrado impôs medidas cautelares, são elas:

I – Comparecimento mensal no Fórum da Comarca de Comodoro para justificar suas atividades, bem como comparecer a todos os atos que se realizarão no presente feito;

II – Proibição de ausentar-se da Comarca de Comodoro, sem autorização judicial;

III – Manter o comprovante de residência atualizado, e da mesma forma, o número de telefone para contato.

Segundo o desembargador, a soltura do casal deve ser feita após a assinatura do termo de compromisso de cumprimento das medidas cautelares estabelecidas, e advertir o casal de que em caso de descumprimento de quaisquer delas, poderá ser revogado o benefício e em consequência, ser decretada a prisão preventiva.

O casal é acusado de ser mandante de um duplo homicídio em um assentamento rural na região de Campos de Júlio, em janeiro de 2014.

O motivo do crime teria sido por causa da comercialização de uma terra, onde várias famílias estavam assentadas.

J. S. da S., de 41 anos, e o companheiro dela, R. C. H., de 47 anos, teriam encomendado as mortes.

Segundo as investigações, os executores do duplo assassinato seriam o filho de J. S. da S., B. S. de O., de 22 anos, e D. M. de C., de 29 anos.

O crime teria acontecido por volta das 23 horas do dia 19 de janeiro de 2014.

Os dois pistoleiros teriam ido até a casa das vítimas, M. do C. M. F. A., de 27 anos, G. A., de 57 anos, C. A. A, de 24 anos, e lá teriam esperado a família chegar.

Quando todos estavam no local, os pistoleiros levaram as vítimas para um quarto e as executaram, segundo informações do site Gazeta Digital.

C. A. A. conseguiu escapar e foi parar na casa de um vizinho.

Segundo a reportagem do Gazeta Digital, os quatros, mandantes e executores, suspeitos de envolvimento na morte do casal foram presos e levados para a Cadeia Pública de Comodoro e irão responder por crimes de duplo de homicídio qualificado, tentativa de homicídio qualificado, por motivo torpe, impossibilidade de defesa das vítimas.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *