https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/PAULO-TAQUES-e1508177843412.jpg

REFORMA ADMINISTRATIVA

Governador confirma Paulo Taques no Gabinete de Articulação Política

Divulgação

O secretário Paulo Taques, que agradeceu às manifestações de solidariedade. Foto: Divulgação

O governador Pedro Taques (PSDB) confirmou na manhã desta terça-feira a nomeação do secretário chefe da Casa Civil, Paulo Taques, para a chefia do Gabinete de Articulação Política, que ainda depende de aprovação da Assembleia Legislativa para ser oficialmente criado.

A criação do Gabinete de Articulação Política será feita no pacote de medidas da reforma administrativa, que entrará na pauta de votação do Legislativo após o recesso parlamentar.

A confirmação foi feita durante solenidade realizada no Palácio Paiaguás que entregou equipamentos de segurança para o Batalhão do Corpo de Bombeiros.

“O secretário Paulo Taques assumirá o Gabinete de Articulação Política. Isso porque falam que a gente não faz política. Nós fazemos política sim. O que não fazemos é politicagem, que é uma coisa totalmente diferente”, disse.

O Gabinete de Articulação Política vai ter a atribuição de ser responsável em manter relações institucionais com os poderes constituídos, em especial a Assembleia Legislativa.

A partir disso, a Casa Civil passa a ter suas atividades mais desempenhadas ao caráter interno, atendendo as demandas do Executivo.

“A Casa Civil vai ter a função mais interna que é organizar a nossa administração. Já o gabinete terá uma função de fazer política partidária. Não aqui dentro do governo, mas pra fora, fazer política institucional. Conversar com a imprensa, com os Poderes, com os deputados. Enfim, fará política, e isso que precisamos”, explicou o governador.

Um dos nomes cotados para assumir a chefia da Casa Civil é do empresário Luiz Carlos Nigro, atual secretário-adjunto de Desenvolvimento do Turismo na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Luiz Carlos Nigro.

No entanto, Nigro não tem a aceitação da maioria dos deputados estaduais que defendem um nome mais político para a chefia da Casa Civil.

Anteriormente, foram cotados os nomes dos deputados federais Nilson Leitão (PSDB) e Fábio Garcia (PSB). Porém, ambos descartam a possibilidade de deixar a Câmara dos Deputados.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *