https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/07/sintep-e1565382071132.jpg

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Servidores da Educação de Mato Grosso decidem se voltam ou não ao trabalho

Reprodução

A maior categoria de servidores públicos de Mato Grosso, a Educação, decide, nesta segunda-feira (01/08), às 14h, na Escola Presidente Médici, se volta ao trabalho ou não.

A paralisação dos servidores começou no dia 31 de maio e já são mais de 60 dias em greve.

Segundo o presidente do Sindicato, Henrique Lopes, a reunião será para apreciar as propostas apresentadas pelo secretário de Educação, Marco Marrafon, na última semana.

BRIGA NO STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou o reinício das aulas da rede estadual de ensino em Mato Grosso a partir de segunda-feira (01.08).

Na decisão, o ministro Ricardo Lewandowski, presidente do STF, acatou uma Reclamação Constitucional ajuizada pela Procuradoria Geral do Estado de Mato Grosso (PGE) para encerrar a greve dos profissionais da educação.

O STF entendeu que a paralisação dos profissionais da educação não pode lesar os mais 400 mil alunos da rede de ensino público de Mato Grosso, que estão sem estudar por conta da paralisação dos professores e determinou que a medida seja adotada pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

RGA APROVADA

A proposta do governo aprovada pela Assembleia Legislativa prevê o pagamento de 7,36% do RGA em três parcelas, o valor ainda pode chegar a 11,28%, de acordo com o enquadramento nos limites previstos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para gasto com pessoal.

A proposta do Governo do Estado foi aprovada com o apoio de 13 deputados.

O projeto prevê o pagamento de 2% em setembro (calculado sobre o subsídio de maio de 2016), 2,68% em janeiro de 2017 (calculado sobre setembro de 2016) e 2,68% em abril de 2017 (com base no subsídio de janeiro de 2017).

Foto: Divulgação

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *