SEGURANÇA TOTAL

38 líderes mundiais assistirão à abertura dos jogos olímpicos no Rio de Janeiro

O Ministério das Relações Exteriores divulgou na tarde desta sexta-feira (5) uma lista com os nomes dos chefes e vice-chefes de Estado, de governo, além de chanceleres e reis que estarão no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, à noite, para assistir à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

O presidente em exercício, Michel Temer, embarcou para a cidade pouco antes das 16h e aproveitou para postar uma mensagem em inglês sobre a Olimpíada na qual disse que os Jogos são uma oportunidade para o Brasil mostrar ao mundo sua “diversidade”.

Embora tenha sido convidada pelo Comitê Organizador Local para a cerimônia da noite desta sexta, a presidente Dilma Rousseff, atualmente afastada do cargo em razão do processo de impeachment que enfrenta no Congresso Nacional, não irá ao evento.

Mais cedo, ela utilizou o Twitter para falar sobre o assunto.

“Fico triste de não assistir à festa ‘ao vivo e a cores’. Mas estarei acompanhando, torcendo pelo Brasil”, publicou a petista no microblog.

O Itamaraty não divulgou o nome de qual autoridade representará Guiné-Bissau, que confirmou presença na abertura.

Lista
Veja abaixo os chefes de Estado, de governo e chanceleres que estarão no Maracanã:

Os outros países serão representados por integrantes de governo, como ministros de Esporte.

Andorra: Antonio Martí Petit, primeiro-ministro
Angola: Manuel Domingos Vicente, vice-presidente
Argentina: Maurício Macri, presidente
Austrália: Peter Cosgrove, governador-geral
Azerbaijão: Yagub Eyyubov, vice-primeiro-ministro
Bélgica: Phillipe e Matilda, rei e rainha
Butão: Jigyel Ugyen Wangchuck, príncipe
Canadá: David Johnston, governador-geral
China: Liu Yandong, vice-primeira-ministra do Conselho de Estado
Comores: Djaffar Ahmed Said, vice-presidente
Dinamarca: Frederik e Mary, príncipe herdeiro e princesa herdeira
República Eslocava: Andrej Kiska, presidente
Estados Unidos: John Kerry, secretário de Estado
República de Fiji: Josaia Voreqe Bainimarama, primeiro-ministro
França: François Hollande, presidente
Geórgia: Giorgi Margvelashvili, presidente
Guiné Equatorial: Teodoro Obiang Mangue, vice-presidente
Hungria: János Áder, presidente
Itália: Matteo Renzi, primeiro-ministro
Jordânia: Faisal Bin Al-Hussein e Zeina Al Feisal, príncipe regente e princesa
Lituânia: Daria Grybauskaité, presidente
Luxemburgo: Henri, grão-duque
Mônaco: Albert II, príncipe
Nova Zelândia: Jerry Mateparae, governador-geral
Países Baixos: Willem Alexander, rei; Mark Rutte, primeiro-ministro
Paraguai: Horacio Cartes, presidente
Portugal: Marcelo Rebelo de Sousa, presidente
Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte: Anne, princesa
República Popular Democrática da Coreia: Choe Ryong-hae, vice-presidente do Partido do Trabalho
San Marino: Gian Nicola Berti, capitão-regente; Andrea Ugolini, capitão-regente
Santa Lúcia: Dame Pearlette Louisy, governadora-geral
Sérvia: Tomislav Nikolic, presidente
Suíça: Johann N. Schneider-Ammann, presidente da Confederação Suíça
República Tcheca: Milos Zeman, presidente
Uzbequistão: Adham Ikramov, vice-primeiro-ministro

Além deles, estarão Ban Ki-moon, secretário-geral da Organização das Nações Unidas; Margareth Chan, diretora-geral da Organização Mundial da Saúde; e Michäelle Jean, da Organização Internacional da Francofonia.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *