https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/revólver.jpg

5 ANOS APÓS

Piloto de avião acusado de atropelar dois motociclistas é assassinado com 38 tiros

Divulgação

O piloto J. G. N., de 36 anos, foi assassinado com 38 tiros na noite de segunda-feira (08), em Ponta Porã (MS), na divisa com Paraguai.

A vítima trabalhou na campanha do ex-candidato ao Governo de Mato Grosso, Lúdio Cabral (PT), em 2014.

Ele também era investigado pela Polícia Civil do Estado, acusado de atropelar dois motociclistas em Cuiabá.

Conforme informações do delegado Lucas Soares de Caires, da 1ª Delegacia de Polícia de Ponta Porã, o crime ocorreu quando o piloto, que era proprietário da empresa Agricenter Aviação Agrícola, chegava em casa, no bairro Jardim Aeroporto.

O delegado explicou que ele foi abordado no seu carro, um Gol preto com placas de Cuiabá, por dois homens em uma motocicleta.

Conforme Soares, os suspeitos efetuaram vários disparos e, logo em seguida, fugiram em alta velocidade.

O piloto morreu no local. O delegado confirmou que ele foi atingido por 38 tiros calibre 9mm de uma submetralhadora. Com Midianews

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *