https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/08/Sem-título.jpg

CADEIRA DE PREFEITO

Quatro deputados estaduais disputam eleições municipais em Mato Grosso

Dos 24 deputados da atual legislatura na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, quatro vão disputar as eleições municipais deste ano.

Sem título

Wilson Santos (PSDB) e Emanuel Pinheiro (PMDB) disputam a prefeitura de Cuiabá; Pery Taborelli (PV) concorre à de Várzea Grande e José Carlos do Pátio (SD), o Executivo em Rondonópolis. Nenhum dos quatro vai se licenciar do cargo parlamentar.

Conforme o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE), as campanhas começam no dia 16 deste mês, porém tanto Wilson, Pinheiro, Taborelli e Zé do Pátio não precisam se licenciar do cargo de deputado. Os três participaram das convenções partidárias de suas respectivas legendas na última sexta-feira (5), quando tiveram seus nomes homologados para concorrer às eleições.

Segundo a Constituição e, também baseado na Lei Complementar nº 64/90, deputados federais, deputados estaduais ou distritais e vereadores, não há restrição à sua plena elegibilidade. Por isso, os titulares de cargos legislativos podem se candidatar a outros cargos, sem necessidade de desincompatibilização. Assim, senadores, deputados e vereadores podem permanecer no exercício de seus mandatos e concorrerem a qualquer um dos cargos em disputa nas eleições deste ano.

“O grupo político pediu meu nome depois da desistência do prefeito Mauro Mendes (PSB), que, por razões pessoais, decidiu não disputar a reeleição, mas estamos prontos para trabalhar duro e não comprometermos nossa atuação parlamentar”, destacou o líder de governo na Assembleia, Wilson Santos.

Na avaliação de Pinheiro, a disputa para a prefeitura de Cuiabá será uma das mais acirradas dos últimos anos e requer desdobramentos rápidos para toda a equipe.

“Entendo que vai ser bastante corrido para nós, mas temos tempo suficiente para participar das sessões e também gravar os programas de TV”, explicou Emanuel Pinheiro, avaliando que o trabalho parlamentar não será prejudicado.

Para Taborelli, o período eleitoral vai exigir bastante trabalho dos candidatos e, consequentemente, conciliar os horários de sessões e participação de reuniões com gravação de programadas de TV no período eleitoral.

“Vamos montar uma programação adequada para não interferir em nenhuma das tarefas. Sabemos que vai ser corrido, e precisamos ter a colaboração de todos durante esse período”, afirmou ele.

Conforme Zé do Pátio, que vai concorrer pela segunda vez à prefeitura de Rondonópolis, o esforço coletivo será fundamental para superar a demanda de carga horária restrita.

“O trabalho em equipe vai fazer a diferença durante este período, pois vai possibilitar a troca de conhecimento e agilidade no cumprimento de metas e objetivos compartilhados”, apontou Zé do Pátio.

AL concentra trabalhos – Por conta do processo eleitoral, a Mesa Diretora decidiu, durante a reunião da semana passada do Colégio de Líderes, que as três sessões ordinárias vão ser concentradas nas quartas-feiras, nos horários das 8, 14 e 17 horas, até o fim do processo eleitoral.

Foto: Marcos Lopes

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *