https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/mauro-mendes.jpg

EFEITO DESISTÊNCIA

Vereadores do PSB de Cuiabá se rebelam com saída de Mendes da disputa

Divulgação

Prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes vira réu em ação da Justiça Federal. Foto: Divulgação

A decisão do prefeito Mauro Mendes (PSB) de não ir à reeleição em outubro deste ano, associada ao fato de o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) ter sido escolhido o candidato do grupo em substituição ao socialista, está fazendo com que muitos candidatos a vereador pelo PSB repensem a sua candidatura.

Um dos que estaria pensando em desistir de seu projeto político rumo a Câmara de Cuiabá é o ex-secretário de Educação do município, Gilberto Figueiredo (PSB).

Nos bastidores, a conversa é que o gestor estaria se sentindo traído por Mendes, tendo em vista que foi o chefe do Executivo Municipal que o inseriu na política e trabalhou o seu nome para o pleito deste ano.

Outro que também cogita esta possibilidade é o vereador Adilson Levante (PSB).

O descontentamento do parlamentar com as negociações a cerca do fechamento da chapa majoritária foi tão grande, que ele se quer participou das reuniões que visavam definir o substituto de Mendes.

Os postulantes a uma cadeira na Câmara de Cuiabá não escondem a sua insatisfação quanto à definição do nome e ainda reclamam da omissão da Executiva, que não consultou nenhum dos pretensos candidatos sobre a decisão.

A fim de evitar que tenham os seus nomes associados a do deputado estadual, os candidatos pelo PSB optaram por disputar a eleição com chapa pura. Para tanto, os postulantes ao cargo de vereadores acompanharam de perto a elaboração da ata durante todo o final de semana.

O prazo para entrega do documento junto ao Tribunal Regional Eleitoral expirou às 17 horas de ontem (8). Inicialmente, a ideia da maioria dos partidos da base aliada do prefeito Mauro Mendes era fazer um chapão na proporcional.

No entanto, a entrada de Wilson Santos como cabeça de chapa na majoritária fez com que o PSB retroagisse da possibilidade.

A preocupação deles se deve ao desgaste enfrentado por Wilson Santos na Capital, devido ao fato de ele ter abandonado o comando do Executivo municipal no ano de 2010, para disputar a eleição para governador.

Além disso, o tucano sempre foi adversário direto de Mendes.

Ambos, entretanto, garantem que as suas indiferenças do passado não irão interferir na campanha eleitoral deste ano.

Prova disso, é que Santos até elogiou a gestão do socialista a frente do Palácio Alencastro.

“Entendo a situação familiar do prefeito Mauro Mendes e fico orgulhoso em receber o apoio deste grupo que, na minha visai, é o melhor grupo que faz política em Cuiabá. O meu desafio é dar continuidade a esta grande gestão”, disse.

Mendes, entretanto, não atuará diretamente na campanha majoritária. “Não tem a mínima condição de eu coordenar a campanha do Wilson”, pontuou o socialista.

O PSB deverá ser representado na coordenação da campanha do parlamentar pelo deputado federal Fabio Garcia (PSB).

De acordo com o atual chefe do Executivo municipal, o seu compromisso no pleito deste ano é apenas com a chapa proporcional.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *