https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/eder.jpg

VIOLAÇÃO DE TORNOZELEIRA

Tribunal Regional Federal decide por maioria prender Eder no Centro de Custódia

O Tribunal Regional Federal negou o habeas corpus impetrado pela defesa do ex-secretário de Estado, Eder Moraes, e restabeleceu a prisão preventiva decretada contra o ex-gestor.

Com essa situação, o ex-secretário pode voltar à cadeia no Centro de Custódia de Cuiabá a qualquer momento.

A decisão do TRF foi dada, nesta terça-feira (9), por maioria. Ela é decorrente da ação penal da Operação Ararath, realizada pela Polícia Federal.

Eder estava preso no CCC devido ao mau uso da tornozeleira eletrônica.

Ele era acusado de ter violado o equipamento durante mais de 90 vezes.

Mesmo com a nova prisão, os desembargadores concluíram que o juiz Jeferson Schneider também deveria ouvir as explicações do ex-secretário para verificar se mantém ou não Eder Moraes preso no Centro de Custódia da Capital (CCC).

Eder Moraes estava preso no CCC desde o dia 5 de junho, e foi solto no dia 26 do mesmo mês.

A prisão havia sido determinada pelo juiz Jefferson Schneider, da 5ª Vara Federal de Mato Grosso.

A defesa de Eder Moraes alega que ele não violou o uso da tornozeleira e sim que houve falhas do próprio equipamento. Com Midianews

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *