https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/zeca-viana.jpg

1º DE SETEMBRO

Deputado propõe criar chapa para enfrentar Botelho e Maluf na eleição da ALMT

Divulgação

O deputado Zeca Viana (PDT-MT) apresentou a “chapa alternativa” de 7 deputados independentes para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, nessa quarta-feira (10/8), devido o assunto ser debatido apenas entre “três ou quatro deputados”.

O presidente do legislativo, deputado Guilherme Maluf (PSDB), informou que a eleição deverá ser dia 1º de setembro.

Ele negou também que haja chapa definida com os cargos em disputa.

“Concordo com o senhor deputado quando diz que o governo não tem que se meter na questão interna”, argumenta. Ele afirma que o governo não pode impedir a conversa entre os deputados.

Zeca Viana reforçou que tem feito cobranças e debate para uma Assembleia mais independente em relação ao governo Pedro Taques (PSDB) e criticou os encaminhamentos feitos no legislativo, sem tomada de decisão conjunta entre os parlamentares.

“Eu conversei com alguns colegas deputados e fiquei sabendo que já tem um acordão para a futura Mesa Diretora da Assembleia Legislativa”, afirmou Zeca. Ele criticou que o “acordão está limitado a uma parte dos deputados”, porque a maioria não estava sabe.

“Eu quero dizer ao senhor presidente, que nós somos 7 deputados independentes e vamos oferecer uma alternativa para essa Casa. Se está havendo esse acordo, é algo que não está com a disposição com todos os deputados”, criticou.

O parlamentar do PDT afirma que para os deputados não serem surpreendidos sobre os rumos e direção da Casa, vão apresentar a chapa alternativa.

“Devemos apresentar uma chapa alternativa para que os outros deputados possam participar da nova Mesa. Porque não é justo, senhor presidente, que as coisas aconteçam, com uma meia dúzia de deputados, ou menos, e os outros têm que aceitar dessa forma”.

Independência e decisões

O deputado Zeca Viana foi avalizado e teve apoio na apresentação da chapa alternativa pelos deputados Pery Taborelli (PSC), Silvano Amaral (PMDB) e Janaína Riva (PMDB).

“Eu tenho sempre cobrado uma Casa independente e eu não tenho crítica ao senhor, mas nessa legislatura, realmente, ficou muito a desejar nossa independência em relação ao governo do Estado”, explica o deputado Zeca Viana.

“Eu cobro independência não para dizer que somos contra o governo, mas uma Casa onde podemos fazer debate. Não uma Casa para ter certas ações e onde grande maioria dos deputados não ficam sabendo”

Ao afirmar que precisa de uma direção na Mesa Diretora com mais segurança aos deputados e que dê mais “dedicação aos parlamentares”. “Porque a maioria das coisas que acontecem aqui, são poucos parlamentares que ficam sabendo. Nós temos assunto importante para tratar para a população e de desenvolvimento. E quando sabemos, temos um líder do governo empurrando goela abaixo as coisas, com dispensa de pauta e não temos condições de debater projetos”.

O deputado Silvano Amaral (PMDB) concordou com a proposta do deputado Zeca Viana (PDT) de que haja uma Mesa Diretora independente e com participação de todos os deputados nas decisões, e não uma Assembleia vinculada ao governo Taques.

“Eu sou favor desse processo, no sentido de que possamos fazer uma Mesa, no mínimo, com participação de todos os deputados e partidos. A Assembleia tem que ter discussão com todos os deputados. Não pode ser discussão com dois ou três, ou o debate imposto pelo Executivo”, cobrou Silvano.

Ele afirmou que com a saída do deputado Emanuel Pinheiro da disputa da Presidência da Assembleia Legislativa, o PMDB indicou seu nome e ele está à disposição para debate com outros deputados para composição de uma chapa alternativa.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *