COMEÇOU MUITO MAL

Candidata à prefeitura de Sinop, Rosana Martinelli cria factóide sobre eleições limpas na imprensa

A assessoria da candidata a prefeita de Sinop, Rosana Martinelli (PR), disseminou em alguns veículos de comunicação que o seu adversário, Roberto Dorner (PSD), teria se recusado a assinar um TAC por eleições limpas no município.

Rosana

Candidata à prefeitura de Sinop, Rosana começou mal a campanha. Foto: Divulgação

Acontece que Rosana nunca procurou o social-democrata para a assinatura desse TAC.

A coluna lembra a candidata, que  eleições limpas não tem que ser parte de um acordo como muitos candidatos (as) tentam impor, mas sim uma obrigação e dever de cada candidato, inclusive falar a verdade para os eleitores.

ADVOGADO LAMENTA POSTURA DE CANDIDATA

O coordenador jurídico da coligação ‘Sinop Pode Mais’, José Antonio Rosa, afirmou que não foi procurado pela candidata a prefeita de Sinop, Rosana Martinelli para a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), para que se tenha eleição propositiva no pleito municipal deste ano.

José Antonio Rosa lamentou ainda, que a republicana tenha iniciado a campanha eleitoral falando inverdades para a população sinopense, de quer Roberto Dorner (PSD), candidato a prefeito da coligação, teria se recusado a assinar o TAC.

“Sou o assessor jurídico da coligação e nunca fui procurado por ela para a assinatura de qualquer TAC, tomando conhecimento somente através da imprensa”, declarou ele.

Rosa aproveitou para dizer que nos TACs devem ser propostos algo que efetivamente melhore o processo eleitoral, e não seja somente uma ferramenta de marketing.

“Acreditamos que o ato de fazer eleições limpas não é um acordo, como Rosana tenta impor de forma eleitoreira, mas sim uma obrigação e dever de cada candidato”, finalizou.

OUTRO LADO

A candidata a prefeita de Sinop, Rosana Martinelli (PR) informa que no dia em que propôs a elaboração do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), 5 de agosto, entrou em contato por telefone e conversou com os próprios candidatos adversários, Roberto Dorner (PSD) e Dalton Martini (PP).

Por ter amizade e respeito pelos demais candidatos, a candidata entende que pode de forma institucional, entrar em contato diretamente com os demais postulantes, sem necessariamente falar com a assessoria jurídica das coligações.

À pedido do próprio Dorner, Rosana iniciou as tratativas para debater o TAC com Astério Gomes, assessor do PSDB, que após atender em algumas oportunidades, disse que a coligação apresentaria as suas próprias sugestões à Justiça Eleitoral após o dia 16, sem debater com as demais coligações.

Veja Mais

2 comentários em “Candidata à prefeitura de Sinop, Rosana Martinelli cria factóide sobre eleições limpas na imprensa”

  1. Mato Grossense de coração disse:

    Factoide??? Eu acredito na Rosana, que está na cidade, que já fez pela cidade, que tem histórico de honestidade, que já fez pelo povo, que é competente. Duvido que isso que esse advogado disse é verdade. Acho que ele ou dorner que devem estar criando factoide. Bom, é a minha opinião de cidadão e eleitor.

  2. Paulo disse:

    Hahaha
    Certeza que esse “rosa” é advogado? A parte não deve entrar em contato com o advogado da outra. É elementar. Com certeza Rosana entrou em contato direto com o roberto, mas não deve ter recebido retorno…
    É a postura do desespero de uma candidatira fraca e fadada ao fracasso… Esse roberto vai ficar em 3 lugar

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *