https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/08/343152-e1530208055391.jpg

NESTA QUARTA-FEIRA

Juíza ouve dois empresários de MT que são delatores da Operação Sodoma

Divulgação

A juíza Selma Rosane Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, deve ouvir, nesta quarta-feira (17), os empresários Willians Paulo Mischur, dono da Consignum, e João Batista Rosa, dono da Tractor Parts, prestam depoimento a partir das 13h30 em audiência de instrução e julgamento da Operação Sodoma.

O empresário Willians Mischur foi preso durante a segunda fase da Operação Sodoma.

Mischur foi solto dias depois e confessou à Justiça que pagava propina no valor de até R$ 500 mil a agentes públicos da gestão de Silval Barbosa (PMDB) para manter contrato da empresa com o Estado.

Vários cheques da Consignum foram utilizados para pagar um terreno de R$ 13 milhões em Cuiabá que, mais tarde, seria transferido para um ex-secretário da gestão passada.

Já o empresário João Batista Rosa é o autor da denúncia que levou a Delegacia Fazendária a realizar a Operação Sodoma.

Ele também confirmou que pagou propina para assessores de Silval Barbosa. A empresa dele foi incluída no Prodeic e passou a ter benefícios concedidos pelos incentivos fiscais.

De réu, ele passou a ser vítima e delatou todo o suposto esquema que acabou levando Silval Barbosa, Pedro Nadaf e Marcel de Cursi à prisão.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *