https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/08/866fc49d-c687-4238-bbb1-4624547549e3.jpg

REFORÇO NO POLICIAMENTO

Emanuel propõe a criação de uma pasta para cuidar da segurança pública

Ainda que a política de segurança pública seja um dever do Estado, a definição pela Constituição Federal da responsabilidade não isenta a participação do município nas discussões e elaboração de planos e metas para o setor.

Demonstrando-se preocupado com o bem-estar das famílias cuiabanas, o candidato a prefeito por Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), estuda criar uma pasta para tratar especificamente da defesa social.

“O gestor moderno não pode se esquivar dessa responsabilidade meramente por se tratar de uma obrigação do Estado. A violência acontece no município, seja na zona rural ou, principalmente, na área urbana. As famílias cuiabanas vivem em estado de pânico, com medo de sair de casa. Portanto, não deixarei que essa onda de violência que assola a população continue a crescer”, observou.

Exemplo disso é a pesquisa divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), em que coloca Mato Grosso como o sétimo estado brasileiro com o maior número de homicídios registrados em 2014.

De acordo com o Atlas da Violência 2016, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) em 10 anos, o número de homicídios cresceu 55,9%.

 Dados oficiais da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC/MT) revelam 11 latrocínios, que é o roubo seguido de morte, ocorridos somente no primeiro semestre deste ano, em Cuiabá. No mesmo período do ano passado, foram registrados oito casos. Em 2014, apenas quatro.

Já o número de roubo, os números assustam. De 3.734 no primeiro semestre de 2015 saltou para 4.884 no mesmo período deste ano. Na mesma época, os furtos passaram de 5.246 para 6.358.

 “Os números da violência em nossa Capital assustam. São maiores do que muitas cidades que vivem em guerra civil. Precisamos tratar deste assunto com seriedade. Por isso, pretendo criar uma secretaria para tratar da segurança pública, visando a criação de políticas, conjuntamente com o Estado, para a promoção da paz e justiça social”, pontuou.

Veja Mais

2 comentários em “Emanuel propõe a criação de uma pasta para cuidar da segurança pública”

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *