https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/08/pedro-elias.jpg

DEPOIMENTO NA SODOMA

Pedro Elias chora e pede desculpas por participar de organização criminosa

O ex-secretário de Estado da gestão Silval Barbosa (PMDB), Pedro Elias, é ouvido nesta segunda-feira (29), pela juíza Selma Rosane dos Santos, da Sétima Vara Criminal.

Ele é um dos réus da Operação Sodoma II e firmou um acordo de colaboração premiada com o Ministério Público Estadual (MPE), após ser preso.

Pedro Elias iniciou fazendo um desabado. “Quero pedir desculpas a cada pai e a cada mãe de família pelo que fiz. Ao Judiciário, ao MP, por ter participado de um organização que naquele momento meus valores eram outros”.

“Participei de uma oragnização criminosa durante o Governo Silval, da qual faziam parte Silval, Rodrigo Barbosa, Silvio Cesar, José Nunes, Chico Lima, Marcel Cursi e Pedro Nadaf.

Pedro Elias conta sua participação no esquema, que deu início ao procurar o empresário Willians Mischur, para confirmar o valor que era repassado ao grupo.

Ele disse que eram R$ 500 mil. Ele pegava e repassava a Silval. Em um dos pagamentos de R$ 600 mil, Pedro Elias disse que retirou R$ 100 mil para ele.

O ex-secretário fala das reuniões entre Silval e Mischur na qual decidiram afastar Cesar Zílio do contrato e Silval determinou que Pedro Elias recebesse o valor.

Ele contou que repassava o dinheiro para Silvio Cesar, chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa. Com Ponto na Curva.

Ainda está previsto para segunda-feira, o depoimento do ex-secretário da Casa Civil, Pedro Nadaf.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *