https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/marcel-de-cursi.jpg

OPERAÇÃO SODOMA

Cursi presta depoimento à Justiça e nega em crimes na gestão Silval

Divulgação

O ex-secretário de Fazenda de Mato Grosso, Marcel de Cursi, em depoimento na audiência de instrução e julgamento decorrente da Operação Sodoma, segunda fase, na manhã desta quarta-feira (31), à juíza Selma Rosane Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, negou que tenha cometido qualquer tipo de crime durante a gestão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

Cursi, que está preso desde 15 de setembro do ano passado, é acusado de fraude processual, lavagem de dinheiro e corrupção.

Ainda prestam depoimentos nesta quarta-feira, o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e o filho dele, Rodrigo Barbosa.

Os crimes teriam ocorrido durante a gestão de Silval, entre  2011 e 2014. Assim como Cursi, ele está preso desde setembro de 2015.

À juíza Selma Rosane Arruda, titular da 7ª Vara Criminal, Cursi declarou que não ficou claro o motivo da sua prisão e que nem entendeu direito as acusações que são feitas a ele.

A magistrada respondeu que, conforme o processo, Cursi é acusado de fraude processual, lavagem de dinheiro e corrupção.

Perguntado se ele cometeu esses crises, Cursi alegou inocência. “Não participei de licitações ou reuniões ou qualquer coisa do tipo [citada no processo]”, declarou.

Cursi se disse estarrecido com as declarações feitas por outros acusados no processo, como o ex-secretário da Casa Civil, Pedro Nadaf.

As declarações dos réus na ação e ainda informações de testemunhas indicam que Cursi seria um dos líderes do esquema e que era ele quem ‘fabricava’ leis que amparavam os atos ilícitos da organização criminosa.

Em juízo, o ex-secretário apresentou documentos e levantamentos, entre os anos 2011 e 2014, como prova de que ele não participou da suposta organização criminosa. Porém, foi rebatido pela juíza. “Há indícios no material apreendido no seu notebook”, declarou Selma.

Nas duas últimas semanas, já foram ouvidos no processo da Sodoma empresários e ex-membros do staff de Silval, como os ex-secretários de Administração César Zílio e Pedro Elias, de Comércio, e Pedro Nadaf. Foi ouvido ainda o ex-deputado estadual José Riva. Com G1/MT

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *