https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/silval-tres.jpg

OPERAÇÃO SODOMA

STJ nega liberdade e Silval Barbosa corre o risco de completar um ano preso em MT

Divulgação

O ex-governador Silval Barbosa (PMDB) sofreu mais uma derrota jurídica nesta quinta-feira (1).

O Superior Tribunal de Justiça negou mais um pedido de liberdade feito pela defesa do ex-gestor.

A decisão foi do ministro Antônio Saldanha Palheiro, da 6ª Turma.

Silval está preso em Cuiabá desde 17 setembro de 2015 no Centro de Custódia de Cuiabá acusado de envolvimento em um suposto esquema envolvendo incentivos fiscais, decorrente da Operação Sodoma, realizada pela Delegacia Fazendária do Estado.

Silval é acusado de chefiar uma quadrilha que cobrava propina de empresários beneficiados com incentivos fiscais e também de empresários que tinham contratos com o Estado e para que não fossem encerrados eram “obrigados” a pagar propina para o grupo do peemedebista.

O ex-gestor teve mandados de prisão cumpridos na primeira fase da Sodoma (setembro de 2015), na Operação Seven (1º de fevereiro deste ano) e por último, na terceira fase da Sodoma, deflagrada no dia 22 de março deste ano.

Além de Silval, o ex-secretário Marcel de Cursi também está preso no Centro de Custódia, já Pedro Nadaf está no SOE.

Eles estão presos desde o dia 15 de setembro.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *