https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/09/36.jpg

OPERAÇÃO HASHTAG

PF diz que preso em MT é líder do grupo terrorista que agiria nas Olimpíadas

A Polícia Federal descobriu que entre os 14 presos por suspeita de ligação com terrorismo no Brasil, Leonid el Kadre de Melo, de 32 anos, que era morador na cidade de Vila Bela da Santíssima Trindade, em Mato Grosso, é considerado o líder do grupo.

Ele foi o último a ser preso durante a Operação Hashtag realizada pela PF, no dia 24 de julho, um mês antes do início das Olimpíadas do Rio de Janeiro, principal alvo de uma suposta ação terrorista do grupo.

Leonid el Kadre de Melo foi preso na rodoviária de Comodoro e foi entregue à Polícia Federal e se encontra preso juntamente com os seus comparsas no presídio federal de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul.

O grupo chegou a discutir sobre a possibilidade de usar armas químicas e contaminar uma estação de água durante as Olimpíadas.

O plano dos investigados foi descoberto em mensagens de texto em aplicativos de conversa nos celulares apreendidos pela Polícia Federal de Brasília.

Em uma das mensagens trocadas com o grupo, Leonid diz que “se a intenção for ficar postando fotos de decapitações, sem a intenção de realizar com as próprias mãos, estou fora”.

A PF diz que o suspeito preso em Mato Grosso planejava o treinamento do grupo com armas e buscava uma forma de financiar essas atividades.

O juiz responsável pelo caso diz que os crimes investigados são racismo, genocídio, propaganda de perseguição religiosa, organização criminosa.

O magistrado ainda defende que o grupo deve permanecer no presídio de segurança máxima, evitando que eles se comuniquem entre si ou com pessoas de fora e até mesmo do exterior.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *