ELEIÇÃO EM CUIABÁ

“Trapalhadas do Governo Silval impediram retomada do Rodoanel”, diz Duarte

Uma licitação mal feita e cheia de irregularidades pelo Governo do Estado, durante a gestão de Silval Barbosa (PMDB), foi o maior empecilho para que a obra do Rodoanel de Cuiabá pudesse ser retomada, além de se tornar alvo de questionamentos pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

A afirmação é do secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte, que disse ser “impossível” para a atual administração aproveitar a licitação realizada anteriormente. Contudo, ele garantiu que o Governo Pedro Taques (PSDB) vai retomar a obra, idealizada pelo ex-prefeito Wilson Santos, e que é considerada essencial para a melhoria da mobilidade urbana da Capital.

“No aspecto da questão jurídica, eu tenho certeza que Wilson, na hora certa, irá mostrar que os erros que aconteceram foram técnicos, questões a que o gestor está sujeito. Mas, não é isso que está impedindo a retomada da obra agora. O que impediu a retomada do Rodoanel foram as trapalhadas do Governo anterior, na gestão de Silval Barbosa, e problemas com aSecretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa). Fizeram uma licitação completamente errada, que quase botou a perder R$ 100 milhões em recursos que estão em conta”, disse Duarte.

De acordo com o secretário, as obras estão em fase licitatória e todas as pendências junto ao TCU e ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) já foram sanadas.

“O Rodoanel vai mudar a cara de Cuiabá. É um projeto de 52 quilômetros, estimado em quase meio bilhão de reais. O projeto contempla a entrada de Cuiabá, tendo como origem a Região Norte (pela BR -163), cruzando a Ponte Nova, Avenida do CPA e Coxipó, até o Sinuelo, na BR-364. O recurso está em conta e, ainda neste mês, daremos início à licitação. A obra será executada em etapas”, explicou.

Mauro Mendes e Pedro Taques

Marcelo Duarte afirmou também que tem um grande apreço pelo trabalho realizado pelo prefeito Mauro Mendes (PSB) e sua equipe. Esse trabalho, segundo ele, terá um papel de grande importância na futura gestão de Wilson Santos no Palácio Alencastro, principalmente em razão do alinhamento com o governador Pedro Taques.

“O alinhamento com o Governo do Estado é fundamental. Tenho uma admiração pela equipe e por Mauro Mendes, e a sintonia da Prefeitura com o Governo do Estado é chave para que a gente avance. As minhas conversas com o Thiago França [secretário de Mobilidade Urbana] e com o Marcelo Padeiro [ex-secretário de Obras] são constantes. E eu tenho certeza que isso tem contribuído muito para avançarmos em obras que já estavam desacreditadas”, disse.

Diálogo

Ao reafirmar seu apoio candidato ao prefeito de Cuiabá pela coligação Dante de Oliveira, o secretário destacou o conhecimento sobre a cidade e empenho como pontos fortes de Wilson.

“Eu converso sempre com o Wilson Santos. Ele foi um grande líder na Assembleia Legislativa, que nos apoiou muito em várias propostas – inclusive, no caso do Fethab, que aumentou o recurso para investimento em Mato Grosso. Wilson compreende, de uma maneira muito clara, a importância da infraestrutura. É uma pessoa de diálogo. Conhece todos os bairros da cidade, todos os problemas, e isso tem sido fundamental para pautar as ações do Governo para Cuiabá”, completou.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *