https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/08/343152-e1530208055391.jpg

CASTELO DE AREIA

Ex-vereador teria plano para mandar matar juíza, diz empresário ao GCCO

Divulgação

O empresário W. D. M., alvo da Operação Castelo de Areia, contou, em depoimento à polícia, que o ex-vereador João Emanuel Moreira Lima tinha supostos planos para matar a juíza Selma Arruda, da Vara Contra o Crime Organizado da Capital.

De acordo com a declaração do empresário, o homemque seria supostamente contratado para matar a magistrada seria o Sandro Louco, líder do Comando Vermelho na Capital.

O motivo do plano para dar fim à vida de Selma é porque ela, segundo o empresário, estaria prejudicando ‘os negócios’ de João Emanuel.

O empresário ainda relatou que tinha conhecimento de que João Emanuel tinha proximidade da organização criminosa e que, após ser preso no dia 29 de agosto, recebeu um recado do Comando Vermelho, escrito “Salve”.

O empresário entendeu aquilo como um recado, ou seja, que não era para ele falar nada no interrogatório que pudesse prejudicar o ex-vereador.

“Castelo de Areia”

A operação Castelo de Areia foi deflagrada no dia 26 de Agosto pela Polícia Civil, que apura crimes de estelionato supostamente praticados por uma empresa de Cuiabá em todo MT. O prejuízo, segundo levantamento da polícia, passa dos R$ 50 milhões.

Entre os alvos está o ex-vereador João Emanuel Moreira Lima, apontado como líder do suposto esquema.

Com Midianews.

36

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *