https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Policia_civil-e1490622227905.jpg

CASTELO DE AREIA

Empresário tenta delação premiada para revelar supostos esquemas em MT

Divulgação

O delegado titular do Grupo de Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil de Mato Grosso, Flávio Stringuetta, relatou ao Mato Grosso Mais, na manhã desta segunda-feira (12), que o empresário W. D. M., alvo da Operação Castelo de Areia, prestou um novo depoimento hoje.

Segundo Stringuetta, o empresário tenta um acordo de delação premiada para revelar todo o suposto esquema envolvendo a operação Castelo de Areia, deflagrada no mês passado.

O delegado comentou que é preciso que o acusado traga provas consistentes, e que de início aponta para um descarte da delação.

Segundo ainda Stringuetta, mais de 10 pessoas já compareceram ao GCCO informando que foram vítimas do suposto golpe.

OPERAÇÃO CASTELO DE AREIA

A Polícia Judiciária Civil deflagrou a operação “Castelo de Areia” para investigar crimes de estelionatos praticados por uma suposta organização criminosa, que age em todo o Estado de Mato Grosso aplicando variadas formas de golpes, deixando prejuízos que ultrapassam R$ 50 milhões para pelo menos sete vítimas identificadas até o momento.

Em um dos golpes, uma vítima afirma que o vice-presidente da empresa Soy Group, o advogado e ex-vereador por Cuiabá João Emanuel, teria utilizado um falso chinês para ludibriá-lo em um suposto investimento com parceria com a China, fazendo com que o investidor emitisse 40 folhas de cheque, que juntas somam o valor de R$ 50 milhões.

João Emanuel cumpre prisão domiciliar por estar em tratamento de saúde.

A defesa do ex-vereador nega que ele tenha cometido crimes.

Veja Mais

Um comentário em “Empresário tenta delação premiada para revelar supostos esquemas em MT”

  1. Anônimo disse:

    Me engane que eu gosto!!!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *