https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/revólver.jpg

FORA DE CIRCULAÇÃO

Acusado de matar homem com 15 tiros é preso; suspeito vai responder por homicídio qualificado

Divulgação

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Judiciária Civil, prendeu, na manhã desta segunda-feira (19), um homem indiciado por homicídio qualificado em março deste ano, no bairro Jardim Passaredo, em Cuiabá.

F. M. G. de A., de 26 anos, foi preso no bairro Chácara dos Pinheiros por policiais civis da DHPP em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela 2ª Vara Criminal da Capital.

O crime aconteceu em 17 de março, na rua 15 do bairro Passaredo, tendo como vítima fatal Eder Jonas Pinheiro de Arruda, morto na porta de sua residência com 15 perfurações de arma de fogo de pistola calibre .380.

As investigações, conduzidas pelo delegado de polícia Antônio Carlos de Araújo, apontaram vasto lastro probatório de Fernando, conhecido traficante da região, como autor do crime.

Restou apurado que dias antes do homicídio, ele teria se desentendido com a vítima após ser cobrado por um “serviço/correria” realizado em troca de dinheiro ou entorpecente.

O acusado, juntamente a outro comparsa (que está foragido) teria planejado o homicídio da vítima na porta da casa dele.

O delegado representou pela prisão preventiva ao considerar a existência da materialidade delitiva e confirmação da autoria e, ainda visando impedir que os agentes soltos continuassem a delinquir ou a intimidar testemunhas.

O inquérito foi concluso pela autoridade policial, em 19 de maio, com o indiciamento do suspeito e do outro investigado (foragido) e a representação de prisão preventiva por homicídio qualificado por motivo fútil e com emboscada/ou dissimulação que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido.

A prisão de Fernando foi efetuada pelos policiais civis Orlando Lucas, Mayumi e equipes da DHPP. O investigado será conduzido para unidade prisional ficando à disposição do Judiciário.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *