SITUAÇÃO CAÓTICA

Crise econômica faz salário de servidores do Estado correr risco de atraso

Fontes do Governo admitem que é um risco iminente a possibilidade do atraso de salário dos servidores públicos do Estado ainda este ano.

O salário de setembro deve ser pago com muita dificuldade, já havendo nos bastidores informações de um possível atraso.

Ontem (21), o governador Pedro Taques (PSDB) assinou uma carta, juntamente com outros governadores, para cobrar do governo Michel Temer (PMDB) um repasse emergencial de R$ 7 bilhões.

Caso a União não faça o repasse, Taques deve decretar estado de calamidade pública.

Veja Mais

3 comentários em “Crise econômica faz salário de servidores do Estado correr risco de atraso”

  1. Alguém disse:

    Pq não tarifa a soja já que somos o número 1 do mundo em soja acho que isso poderia trazer algo de benefícios pro estado mas pelo que vejo a soja é um parasita que apenas suga o estado e acaba com a vegetação local hora que ser tarifada vai apenas sair e procurar outro lugar pra se hospedar e se nutrir

  2. Alguém disse:

    Crise não existe já que o estado da isenção de impostos pra soja como incentivo fiscal ou seja dando dinheiro para produtores ir curtir passeios no estrangeiro tem nada de crise em mt é pouco vergonha isso sim

  3. Luiz disse:

    A crise de Mato Grosso é de gestão, enquanto isso o governador sobe nos palanques de seus candidatos anunciando investimentos de 97 milhões aqui,mais 1 milhão em Rosário Oeste, em fim, existe justiça eleitoral neste Estado, cade TRE?

    “Isso pode Arnaldo”

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *