https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/09/092316_Coletiva_Salários-3.jpg

CRISE ECONÔMICA

Governo alega folha ‘inchada’ e falta de repasse da União para atraso em salário

Os secretários Seneri Paludo (Fazenda), Julio Modesto (Gestão) e Paulo Taques (Casa Civil), apresentaram com detalhes nesta sexta-feira (23.09) o compromisso do Governo do Estado com o pagamento de 90% da folha salarial do mês de setembro no próximo dia 30.

Os servidores que recebem acima de R$ 6 mil líquidos receberão até o dia 10 de outubro, conforme prevê a Constituição Estadual.

A equipe econômica lembrou que o Estado já vem sofrendo com a crise, mas que ela se agravou neste mês de setembro e afetou a receita.

Além disso, a folha de pagamento, somente no ano de 2016, teve um aumento na ordem de 15%, ante 3% de aumento no ICMS, que é a principal fonte de recursos do Poder Executivo.

Ao mesmo tempo, diminuíram os recursos advindos da União.

Segundo o secretário de Fazenda, só na saúde a redução chegou a 20% e o Governo precisou fazer frente a esses valores não vieram.

Além disso, o Estado esperava receber cerca de R$ 400 milhões da União referente ao FEX, o que não aconteceu.

Diante da situação, Seneri comenta que houve um esforço da equipe econômica para prever o máximo possível em caixa e quitar a folha de 90% dos servidores no dia 30 deste mês, contemplando todos aqueles que recebem até R$ 6 mil líquido.

Os outros 10% dos servidores que ganham acima deste valor, receberão até o dia 10, data estabelecida como limite para quitar com o pagamento.

O secretário afirma que nada muda com relação ao 13º salário dos servidores que fazem aniversário em setembro, segundo o secretário Júlio Modesto, o pagamento será como nos meses de agosto e setembro, ou seja, no dia 15 de outubro.

O secretário também destacou que nada muda para quem fez o adiantamento do 13º no banco, já que o Estado repassa aos bancos os pagamentos dos consignados e dos empréstimos no dia 15 de cada mês.

Segundo Júlio Modesto, foram incluídos no pagamento do próximo dia 30 todos os servidores que receberão até R$ 6 mil líquidos, ou seja, valor descontando previdência, empréstimos e outros descontos.

O servidor também poderá consultar a folha de pagamento no Portal Transparência do Governo do Estado.

Nela, também será possível perceber o pagamento dos 2% do Reajuste Geral Anual (RGA).

Julio também destacou que a folha que não serão paga no dia 30 corresponde a aproximadamente R$ 117 milhões.

Segundo ele, na próxima semana o governador Pedro Taques irá a Brasília buscar recursos federais para suprir o caixa do Estado.

“Se o governador conseguir o pagamento de, pelo menos, a primeira parcela do FEX, nós quitaremos toda a folha na próxima semana”, disse o secretário.

O secretário de Casa Civil, Paulo Taques, afirma que o governo de Mato Grosso age com transparência com o servidor e com a população.

“Falamos a verdade para o servidor, tornar a coisa clara e transparente, imune a boatos. Temos uma semana para fechar a folha e o governador vai a Brasília, se tiver sucesso em apenas um das frentes que ele vai atuar nós pagaremos o salário no próximo dia 30”, comentou.

Diálogo

Os secretários ressaltaram o compromisso de diálogo com os servidores públicos.

Na próxima semana o Fórum Sindical será recebido pela equipe econômica que detalhará, mais uma vez, a situação do caixa do Estado.

A reunião é em resposta ao pedido feito pelo Fórum Sindical no fim da tarde desta quinta-feira (22.09).

No entanto, naquele momento a equipe econômica ainda trabalhava com os números tentando chegar ao máximo percentual de servidores que receberão na próxima sexta-feira (30.09).

Foto: Gcom

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *