https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/12/julier.jpg

ELEIÇÃO 2016

Julier Sebastião acata propostas de conselheiros de saúde de Cuiabá

O candidato a prefeito e ex-juiz federal, Julier Sebastião da Silva (PDT), firmou compromisso com reivindicações de conselheiros municipais de saúde. Isso porque as propostas vão ao encontro do plano de governo da coligação “Cuiabá: Futuro e Inclusão”.

Durante encontro realizado nessa segunda-feira (26), Julier defendeu reivindicação antiga dos conselheiros para que o processo eleitoral da entidade seja conduzido diretamente pelos seus membros.

Atualmente, o cargo é garantido ao secretário municipal de saúde, indicado politicamente pelo prefeito.

“Precisamos fortalecer o Conselho Municipal de Saúde, pois eles convivem diariamente com as necessidades do setor, e uma das formas para se fazer isso é delegando aos seus membros o processo eleitoral”, afirmou Julier.

O candidato da coligação Cuiabá: Futuro e Inclusão também se comprometeu a realizar no comando do Executivo a implantação de um plano de cargo, carreiras e salários de servidores ligados ao Sistema Único de Saúde (SUS), além de combater politicamente a proposta de emenda constitucional número 241/2016 e o projeto de lei 257/2016, que ameaçam avanços da saúde pública, bem como promover maior investimento na atenção básica, entre outros.

Vice-presidente do Conselho Municipal de Saúde, Júlio César Garcia afirma que as reivindicações representam avanço para a categoria. A Capital conta com 40 conselheiros municipais e 52 conselheiros gestores locais.

Para a área de saúde, Julier também já se comprometeu a promover inversão de prioridades, pois atualmente apenas 6,05% são destinados para a atenção básica, enquanto 46,27% vão para a gestão do Sistema Único de Saúde (SUS); realizar concurso público no setor; integração com a área de esportes e assistência social para promoção preventiva de saúde; ampliação da lista de medicamentos distribuídos na rede; retomar a aplicação de vacinas em todas as unidades e horários; manter escalas completas de profissionais nas UPAs e policlínicas; regionalizar a cidade em distritos para otimizar o atendimento; garantir insumos nas unidades; melhorar agendamento de consultas e exames; concluir a construção do novo Pronto Socorro e discutir o destino da atual instalação; equiparar remuneração dos médicos contratos com o enquadramento inicial; entre outros.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *