https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/08/EG_bhbmhrs1wtnat3f3iel8qjel3idmlpjtdqydqhbvupdkdmns.jpg

ELEIÇÃO 2016

Rosana Martinelli criará “Centro Dia do Idoso” para moradores em Sinop

Divulgação

Candidata a prefeita de Sinop pela coligação “Amor por Sinop”, Rosana Martinelli (PR) tem a proposta de criar o projeto “Centro Dia do Idoso”. O objetivo é oferecer diariamente atividades culturais, esportivas ou de convivência às pessoas da melhor idade. Para que o projeto ocorra, o Clube Dom Henrique será ampliado, com a construção de uma piscina coberta e receberá melhorias na infraestrutura para receber o público.

No eixo 3 chamado “Desenvolvimento Social” do Plano de Governo, a candidata traz como objetivos proporcionar a autonomia, a socialização e melhoria na qualidade de vida dos idosos através do projeto. Atualmente, o Clube Dom Henrique atende idosos uma vez por semana e a proposta é torná-lo aberto diariamente com programação de atividades.

A partir da convivência com outras pessoas da faixa etária, idosos podem ter mais condições para enfrentar doenças e a vulnerabilidade social.

A partir do Clube dos Idosos, eles também podem ser inseridos em outros programas como a Educação para o Consumo, que visa promover o consumo consciente. Existe a constatação de que idosos têm dificuldade para gerir seus recursos, principalmente quando são aposentados com salário mínimo. Muitos deles são aliciados a contrair empréstimos e se endividam financeiramente.

Para atender todos os idosos da cidade com atividades de convivência, Rosana prevê a ação volante do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) nos bairros de periferia.

Existem 4 unidades do Cras localizados nos bairros Boa Esperança, Jardim Violetas, Menino Jesus e Jardim Paulista, que contempla as normativas do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para atender a população de cerca de 300 mil pessoas em Sinop.

Consta ainda no eixo “Desenvolvimento Social” a criação do segundo Conselho Tutelar, já que há normativa prevendo que um CT atende até 100 mil pessoas. Há ainda a proposta para implementação de uma “Casa de Passagem” para migrantes e pessoas em situações de rua.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *