EM LUCAS DO RIO VERDE

Polícia encontrou vasto material de campanha em empresa de mulher de ex-ministro

A Delegacia de Polícia de Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte) deu cumprimento na tarde desta sexta-feira (30) a mandado de busca e apreensão em um posto de combustível da cidade investigado por suspeita de integrar uma rede de compra de votos.

A proprietária do estabelecimento, Judith Maria Piccini, de 53 anos, mulher do ex-ministro da Agricultura, Neri Gueller, foi autuada em flagrante por crime eleitoral e posse irregular de munições.

A ação policial apreendeu documentos, aparelhos de CPUs e anotações diversas, incluindo uma lista de pessoas autorizadas a abastecer veículos no posto de combustível, outra lista com placa de veículos com a descrição “Eleições 2016” e o nome de um candidato a prefeito da cidade, 41 folhetos (santinhos) de uma candidata a vereadora e folders de campanha, além de notas fiscais em nomes de candidatos a vereadores, e ainda nomes de populares que teriam abastecido sem pagar porque estavam com os carros adesivados com propaganda política.

Na gaveta do escritório da empresa foram encontradas 19 munições intactas de revólver calibre 38, sendo a proprietária conduzida à delegacia e autuada em flagrante por posse irregular de munições de uso permitido, além de crime eleitoral.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *