https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/07/tcemt-e1495116363236.jpg

OBRA SUPERFATURADA

TCE multa ex-secretário da Sinfra e corta R$ 310 mil em contrato de ponte em Mato Grosso

Divulgação

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) terá que reduzir em R$ 309,8 mil o valor global do contrato firmado com a empreiteira Engeponte Construções Ltda para a construção de uma ponte de concreto sobre o rio Lira, na rodovia MT-242, entre Sorriso e Ipiranga do Norte.

A determinação do corte é do Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso, na sessão de terça-feira (27).

A medida visa corrigir o sobrepreço no contrato identificado pela Secretaria de Controle Externo de Obras e Serviços de Engenharia da Corte de Contas.

Além do sobrepreço, a equipe de auditores identificou outras irregularidades na Concorrência nº 25/2013-Setpu, na época sob a gestão de Cinésio Nunes de Oliveira, durante o governo de Silval Barbosa (PMDB), fato que gerou a proposição de uma Representação de Natureza Interna (RNI) em desfavor da atual secretaria que presta o serviço.

A representação teve como relator o conselheiro Sérgio Ricardo que, após análise dos autos, acolheu em parte o parecer nº 910/2016, do procurador de contas William de Almeida Brito Junior, para, no mérito, considerar procedente a representação, determinando a aplicação de multas e a supressão do valor de R$ 309,8 mil no contrato com a Engeponte em função do descumprimento às normas legais e Constitucionais por parte dos ex-gestores da Setpu/Sinfra-MT.

No seu voto, o conselheiro relator estabeleceu como punição aos responsáveis multas de de 18 UPFs/MT, ao então gerente de obras e artes especiais da Setpu/Sinfra-MT, José Gonçalo da Costa; multa de 06 UPFs/MT ao fiscal de obras, Nilvo Eduardo Borges de Almeida, e multa de 06 UPFs/MT ao ex-secretário Cinésio Nunes de Oliveira. O voto do relator foi acompanhado por unanimidade.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *