https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Ministério-Público-do-Estado.jpg

SANTINHOS

Vereador eleito em VG será investigado pelo MPE por falsificar campanha

Divulgação

O Ministério Público Eleitoral abriu uma representação contra o candidato a vereador Ademar Jajah (PSDB), eleito no último domingo (2), com 2.436 votos, para a Câmara de Várzea Grande, por fazer propaganda eleitoral na modalidade de santinhos e volantes, com a foto do irmão, apresentador e deputado estadual Jajah Neves (PDT), ao invés de usar sua foto. O autos encontram-se conclusos para decisão do juiz da 20ª Zona Eleitoral do município.

Nas redes sociais, o candidato foi denunciado por induzir o eleitor ao erro. “Pessoal de Várzea Grande, gostaria aqui de demonstrar a todos minha indignação, muitas pessoas votaram no Jajah Neves para vereador, porém o vereador eleito não foi ele e sim o Ademar Jajah. Todos os eleitores que votaram enganados devem ir até o TRE e fazer uma denúncia, pois desrespeitaram todos os brasileiros quando fizeram isso pra enganá-los”, diz trecho de uma publicação de um eleitor indignado com o fato.

O candidato foi procurado, mas não foi encontrado até o fechamento desta edição. O deputado também não atendeu aos telefonemas.

Além da representação, o tucano deve ser autuado por cometer crime ambiental, ao sujar as ruas com material eleitoral. Após denúncias, fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MT), estiveram na manhã de domingo (2), fotografando e recolhendo todos os santinhos de candidatos que sujaram as ruas do município.

Segundo o TRE, a “Campanha Cidade Limpa”, foi lançada justamente para não tolerar propaganda que prejudique a higiene e a estética urbanas e dos locais de votação, bem como as que contrariem as posturas municipais. “O candidato que desrespeitar o normativo estará cometendo crime eleitoral, além de crime ambiental”, cita o órgão.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *