https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/04/procurador-chico-lima-e1497969447990.jpg

OPERAÇÃO SEVEN

Alvo do Gaeco, ex-procurador Chico Lima será ouvido nesta segunda-feira

Divulgação

A juíza Selma Rosane Arruda, da Vara de Combate ao Crime Organizado, redesignou para o dia 10 de outubro, às 14h, a oitiva com o ex-procurador do Estado, Francisco Gomes de Andrade de Lima Filho, conhecido por Chico Lima.

Ele foi preso durante a quarta fase da Operação Sodoma, realizada pela Delegacia Fazendária, em decorrência da compra de uma área por parte do Estado de forma irregular no bairro Osmar Cabral, na Capital, chamado de Jardim Liberdade.

O contrato de compra foi feito durante a gestão do então governador Silval Barbosa (PMDB).

Na última segunda-feira (3), o ex-procurador era aguardado para prestar depoimento referente a “Operação Seven”, mas por ter passado mal no Centro de Custódia de Cuiabá, com suspeita de infarto ou avc, o depoimento foi adiado para o próximo dia 10.

Chico Lima é acusado de participar de um esquema que desviou R$ 7 milhões por meio de uma fraude ocorrida na desapropriação de uma área no Lago do Manso.

João Cunha, que patrocina a defesa do ex-procurador, disse, em entrevista à imprensa, que as acusações contra seu cliente não são verdadeiras. Segundo o advogado, a compra da área por parte do Governo do Estado foi lícita e justificada.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *