https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/03/br-163.jpg

7 MIL NÃO PAGAM PEDÁGIO

Motoristas provocam acidentes ao fugir de pedágio em Mato Grosso; VEJA VÍDEO

Parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) tentará coibir infrações, como o excesso de velocidade, avanço e fuga de motoristas nas nove praças de pedágio da BR-163 e BR-364, em Mato Grosso. A conduta ilegal nas rodovias resultará ainda em multa aplicada pela PRF.

Entre as práticas de infrações mais recorrentes está a evasão de pedágio. Em média, por mês, cerca de 7 mil motoristas são flagrados passando sem pagar.

Para isso, muitas vezes trafegam em alta velocidade ao passarem pelos postos instalados ao longo de 850 quilômetros de rodovias administrados pela Concessionária Rota Oeste em Mato Grosso. Câmeras registram um destes acidentes.

O número representa apenas 0,4% da frota que passa pelas praças, com pouco impacto em relação a prejuízos materiais, pela não efetivação do pagamento ou pelos danos provocados a estrutura.

A grande preocupação está na insegurança que tal infração leva a outros condutores e funcionários da empresa.

Flagrantes registrados pelas câmeras de monitoramento da concessionária mostram os acidentes provocados por estes condutores, trazendo prejuízos aos demais motoristas e risco de vida a quem trafega pelas estradas.

Para Fernando Milléo, gerente de operações da concessionária, a parceria com a PRF, com a disponibilização das imagens, vai possibilitar a fiscalização de outras infrações, como a não utilização de cinto de segurança, uso de celulares pelo condutor e ainda irregularidades em relação a identificação do veículo.

Isto porque é comum aos condutores que têm a prática contumaz de avançar a cancela, adulterar o sinal identificador, usando para isso fitas adesivas que alteram as letras e números das placas, ou mesmo dobrando as mesmas, para impedir a visualização pelas câmeras.

Lembra que somente no caso de evasão, sem o pagamento de pedágio, o Código Nacional de Trânsito prevê, em seu artigo 209, que tal ato é infração grave, com multa no valor de R$ 127 e registro de 5 pontos negativos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

No caso de adulteração nas placas, em qualquer modalidade, já não se trata apenas de infração, mas crime inafiançável e responsável será autuado.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *