https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/06/cadeia-e1520024193222.jpg

OPERAÇÃO HASHTAG

Suspeito de terrorismo morre espancado em MT; corpo será levado para Vila Bela

Divulgação

Suspeito de ligação com Estado Islâmico, preso em julho deste ano, Valdir Pereira da Rocha teve morto cerebral nesta sexta-feira (14), após ser espancado no mesmo dia, na Cadeia Pública do Capão Grande, em Várzea Grande, para onde havia sido transferido no dia anterior.

O corpo de Rocha deve ser levado para Vila Bela da Santíssima Trindade (520 Km de Cuiabá) onde deve ser enterrado.

No município moram a mulher e os dois filhos.

Valdir se entregou em julho deste ano após ser procurado pela Polícia Federal, sob suspeita de ligações com o grupo terrorista Estado Islâmico que tinha intenção de planejar ataques no Rio de Janeiro durante a realização da Olimpíada.

A Operação Hashtag, deflagrada pela Polícia Federal, prendeu 15 pessoas em 9 estados brasileiros que foram encaminhados para o presídio federal de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, entre elas, Valdir.

De acordo com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Mato Grosso (Sejudh), Valdir foi transferido para a Cadeia Pública de Várzea Grande em pedido da Justiça Federal, com uso de tornozeleira eletrônica em regime fechado.

A Sejudh informou que a morte do preso está sob investigação.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *