https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/10/Entrev-CBN-20.10.16.jpg

ENFRENTAR CRISE

Wilson Santos vai montar equipe na prefeitura para controlar gastos

O candidato a prefeito Wilson Santos disse nesta quinta-feira que caso seja eleito em 30 de outubro nos primeiros cem dias do seu governo vai concentrar em seu gabinete todos os pagamentos.

“Nestes cem dias só o prefeito vai pagar. Vamos atravessar esse período crítico de forma segura”, disse Wilson, em entrevista a Rádio CBN.

Este período, segundo Wilson, é para ele tomar pé da situação. Ele explicou que vai fazer um levantamento, uma auditoria, não para buscar irregularidades, mas sim para ver onde pode cortar mais ainda as despesas.

O atual prefeito Mauro Mendes (PSB), já no final de 2014, prevendo dificuldades devido a crise na economia, iniciou uma reforma na prefeitura reduzindo de 23 para 17 secretarias e, ao longo de 2015, avançou ainda mais nas medidas de contenção de gastos.

Dentre as ações determinadas para todos os secretários estava a de renegociar contratos com os fornecedores para conseguir descontos, e é isso que Wilson pretende intensificar em um eventual novo mandato.

“Vou fazer uma auditoria nos contratos e não porque existe alguma suspeita. É porque eu sou um gestor e um dos princípios da administração pública é a economicidade”, explicou. Economicidade, conforme definição, é a redução dos gastos em um orçamento, e isso Wilson pretende conseguir conversando e negociando com os empresários, fornecedores.

“Como gestor quero saber dos contratos, os montantes envolvidos. Vamos discutir com os empresários e quero de 10 por cento a 15 por cento de economia. As finanças precisam ser controladas, vamos montar uma belíssima equipe”, afirmou.

Durante a entrevista, conduzida pela jornalista Michely Figueiredo, Wilson lembrou que no início do seu primeiro mandato na prefeitura, em 2005, pegou a prefeitura em greve (coleta do lixo) e com três salários atrasados.

Ao final do primeiro ano, numa demonstração de que é um gestor competente, ele não só acertou as contas, mas conseguiu fechar o exercício com um superávit de R$ 50 milhões.

Saúde

Wilson lembrou que em 2008 foi reeleito com mais votos do que em 2004 e a confiança do eleitor confirmada nas urnas foi em razão do bom trabalho desenvolvido em todos os setores, em especial o da saúde. “A população sabe que o prefeito não vai conseguir resolver todos os problemas. O importante é que todo gestor faça sua parte e avance um pouco mais. E foi o que eu fiz”, disse Wilson.

Ao fazer um resumo das ações desenvolvidas, Wilson disse que ao assumir em 2005 existiam 29 equipes do programa saúde da família e em sua gestão criou mais 36 equipes. “Também reformei e dupliquei a Policlínica do Verdão, reformei a policlínica do Planalto, a do Coxipó e construí uma nova no Pedra 90”, lembrou.

Wilson destacou também as realizações do prefeito mauro mendes e garantiu que vai concluir as obras que estão em andamento como as UPAs do Verdão e do jardim Leblon e também o novo Hospital e Pronto-Socorro, que está sendo construído em parceria com o governo do Estado.

“O importante é não interromper a continuidade das boas ações, como a obra do Porto Cuiabá, que está muito linda; tudo o que o Mauro fez vamos manter e o que não conseguir terminar vamos concluir”, afirmou.

No encerramento da entrevista, Wilson comentou a respeito da pesquisa do Instituto Voice que mostra que ele está a 4,8 pontos de garantir a vitória no dia 30 de outubro.

“Comecei lá atrás com rejeição alta, com muita gente apostando que eu não chegaria ao segundo turno. Cuiabá sabe que cometi equívocos, mesmo assim sinaliza que vai me dar outra chance. Tenho que fazer o possível e o impossível pela cidade. Minha vitória não será minha, mas sim de um grupo, por isso, peço o seu voto no dia 30”, disse se dirigindo aos eleitores.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *