https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/09/policia-civil-mt-e1519851043272.jpg

FRONTEIRA COM A BOLÍVIA

Filho do Coronel Lepesteur é sequestrado

Assessoria/PJC

Após algumas horas de agonia e desespero, finalmente o final feliz. Nas mídias sociais, a família do advogado Frederico Lepesteur Júnior, de 36 anos, fez orações para que ele fosse encontrado.

Ele estava desaparecido, por algumas horas, após ter levado um parente ao aeroporto Marechal Rondon, na madrugada desta quinta-feira.

Rendido por assaltantes, ele, o primo e caminhonete, uma Hilux, foram levados até a fronteira com a Bolívia.

Após o roubo, o advogado e o primo foram abandonados cidade de Porto Esperidião (Médio Norte, a 450 quilômetros de Cuiabá) por volta das 6 horas desta quinta-feira.

Como Lepesteur demorou a voltar para casa e não fez contato.

O telefone celular dele dava fora da área de cobertura, ou desligado, a família entrou em desespero e acionou a Polícia Militar, até receber a notícia de que ele havia sido sequestrado, mas que havia sido deixado pelos bandidos em Porto Esperidião.

Ainda segundo as investigações, pela manhã, após a família receber a notícia de que o primo do advogado não se apresentou no quartel, as buscas foram intensificadas.

As buscas começaram a ser feitas e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) logo identificou que o veículo do advogado havia passado pelo posto da PRF de Cáceres (Médio Norte, a 220 quilômetros de Cuiabá).

O advogado é filho do Coronel da PM Frederico Lepesteur, morto há alguns anos em decorrência de problemas de saúde. Com 24 horas news

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *