https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/04/martelo-judicial-e1519399181402.jpg

SOB EFEITOS DE DROGA

Homem é condenado por matar mãe idosa a facadas

Divulgação

Cristiano Araújo Nascimento, de 29 anos, foi julgado e condenado pelo Tribunal do Júri de Várzea Grande, na última sexta-feira (11 de novembro), pelo homicídio da mãe Aldaniza Araújo Nascimento Clementino.

A sessão de julgamento foi presidida pelo juiz da 1º vara Criminal da comarca, Otávio Vinicius Affi Peixoto, que fixou a pena em 22 anos e oito meses de reclusão em regime fechado.

O conselho de sentença reconheceu a autoria do crime e as qualificadoras da futilidade, meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio.

De acordo com o processo código 416181, o homicídio foi cometido em setembro de 2015, no bairro Jardim Eldorado. Cristiano tirou a vida da mãe Aldaniza com golpes de faca.

O réu confessou a autoria dos fatos na delegacia e em juízo.

Ele contou que no dia do crime estava sob efeito de drogas e que acreditou que a mãe idosa o estava ameaçando.

Disse que em sã consciência jamais faria algo de ruim contra a vítima.

Apesar de testemunhas declararem que Cristino era agressivo e violento, ele negou e afirmou que tinha um bom relacionamento familiar.

Cristiano Nascimento relatou que acreditava ter desferido seis golpes de faca contra a mãe, na região do pescoço, enquanto ela estava de costas para ele. Os dois estavam sozinhos em casa.

Revelou que parou com os golpes quando se deu conta do que estava fazendo e porque a vítima caiu no chão.

A denúncia foi recebida pelo Judiciário em outubro de 2015 e em janeiro deste ano o réu foi pronunciado.

O processo passou da Vara de Violência Doméstica e Familiar para a 1ª Vara Criminal, que tem a competência de julgar crimes dolosos contra a vida.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *