https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/06/cadeia-e1520024193222.jpg

MORTE MACABRA

6 são indiciados por matar e picar preso em cadeia de Mato Grosso

Divulgação

Seis detentos acusados de participação no homicídio e destruição de cadáver, ocorrido dentro da Penitenciária Major Zuzi, em Água Boa (730 km a Leste), serão indiciados em inquérito policial instaurado pela Polícia Judiciária Civil, para apurar o caso.

As investigações apontam que o crime foi motivado por rixa entre grupos criminosos.

Dois presidiários, que estavam na mesma cela que a vítima, responderão pelos crimes de homicídio qualificado e destruição de cadáver.

Outros quatro detentos de outras celas serão indiciados por destruição de cadáver e associação criminosa.

O crime que vitimou o recuperando, Leandro Real Pereira, ocorreu durante a madrugada e foi descoberto na manhã de segunda-feira (21.11), quando um dos agentes penitenciários percebeu a falta do detento.

O grupo de contenção do presídio foi acionado para encontrar a vítima e ao entrar em uma das salas se deparou com baldes cheios de ossos humanos, momento em que acionaram a Polícia.

De acordo com as investigações da Delegacia de Água Boa, a vítima foi assassinada dentro da cela 13, e cortada em pedaços que foram repassados através das grades para as celas 14, 15 e 16.

Os detentos recebiam as partes do corpo e com armas artesanais fizeram a desossa, jogando os pedaços de carne pelo vaso sanitário.

Segundo o delegado Sued Dias da Silva Junior, o crime foi motivado por briga entre grupos criminosos.

“Outras pessoas ainda serão interrogadas e podem ter a participação no crime identificada até a conclusão do inquérito”, disse o delegado.

O prazo para conclusão do inquérito é de dez dias.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *