BARBÁRIE

Ex-candidato a vereador suspeito de matar ex-mulher a facadas se entrega

Suspeito de assassinar a ex-mulher, o ex-candidato a vereador no município de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, Antônio Cláudio da Silva Santos, de 37 anos, se entregou à Polícia Civil nesta segunda-feira (12) e confessou o crime.

Mary Celia Freita Soares Santos, de 37 anos, foi assassinada a facadas no último sábado (10), dentro de sua própria casa, no Bairro Boa Esperança II.

Ao delegado Bruno Abreu, que investiga o caso, o homem afirmou que cometeu o crime porque viu um homem saindo da casa da ex-mulher e teria ficado com ciúmes. O assassinato foi presenciado pelo filho do casal, de 11 anos.

De acordo com a polícia, como desde o início das investigações o homem já havia sido identificado, a sua prisão ainda configura flagrante.

O suspeito, que foi candidato a vereador nas eleições municipais deste ano, com o nome de urna de Irmão Antônio, deve ser autuado pelo crime de feminicídio.

O assassinato
Conforme a Polícia Militar, que atendeu a ocorrência no dia do crime, Mary e Antônio haviam se separado recentemente.

Por volta de 2h [horário de Mato Grosso] de sábado, Mary estava em casa, com o filho de 11 anos e a filha, um bebê de 1 ano e oito meses. Conforme a PM, Antônio não aceitava a separação e ainda tinha a chave da casa da ex-mulher.

Mary Celia Freita Soares Santos (Foto: Divulgação)Mary Celia Freita Soares Santos foi esfaqueada e morta pelo ex-marido dentro de casa (Foto: Divulgação)

O filho do casal, de 11 anos, disse aos policiais que estava no quarto pronto para dormir, enquanto a mãe estava no quarto dela com o bebê em um berço.

Durante a madrugada, o ex-marido entrou na casa, retirou uma faca da cozinha e atacou Mary, que dormia na cama.

O crime foi cometido na frente da filha caçula da vítima e foi ouvido pelo filho de 11 anos, que estava no quarto ao lado.

A criança disse que ficou escondida no quarto e viu o momento em que o pai saiu da casa e entrou em um carro.

O menino pediu ajuda para vizinhos, que acolheram o bebê da vítima e chamaram socorro.

Bombeiros e policiais militares foram ao local, porém, a mulher morreu antes de ser socorrida. O Conselho Tutelar foi chamado para fazer o atendimento das duas crianças.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *