https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2017/01/matogrossomais.jpg

VARREDURA GERAL

Emanuel anuncia auditoria nos contratos da gestão do ex-prefeito Mendes

O novo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), após dar posse ao novo secretário, na manhã desta segunda-feira (2), realizou coletiva de imprensa no Palácio Alencastro e anunciou a assinatura de 13 decretos, que não há necessidade de apreciação da Câmara de Vereadores da Capital, para uma varredura em contratos realização pela gestão do então prefeito Mauro Mendes (PSB).

matogrossomais

Emanuel Pinheiro anuncia contratos da gestão Mauro Mendes. Foto: Mato Grosso Mais

Entre os contratos que devem passar por auditorias estão o da Cab Cuiabá e a licitação da Iluminação Pública avaliada em mais de R$ 700 milhões.

As auditorias também se estendem aos contratos do pronto-socorro e o Hospital Benedito terão um prazo de 90 dias para conclusão.

Pinheiro, também por decreto, já determinou a hora estendida nas creches municipais e a retomada do programa Bom de Bola, Bom de Escola.

Emanuel Pinheiro também criou uma comissão para o projeto de Cuiabá 300 anos.

Pinheiro cancelou a licitação do transporte público. Segundo o prefeito, o edital deve contemplar o VLT, o Buscar e o Uber. Com informações do Hipernotícias.

Veja os decretos 

 1 – Criação de um Comitê  dos Gastos Públicos

2- Reduzir em 50% os cargos comissionados podendo chegar a 60%.

3 – Campanha de combate a dengue

4 – Auditoria nos contratos da prefeitura

5- Restabelecer os horários dos servidores, jornadas especiais

6 – Disciplinar as obras de pavimentação de Cuiabá;

7- Restabelecer o projeto Bom de Bola, Bom de Escola;

8 – Programa Hora Estendida nas Creches;

9- Auditoria nos contratos de saneamento (Cab) e da Iluminação;

10- Auditoria no Pronto Socorro e São Benedito;

11- Mudanças de senha da prefeitura;

12- Criação do comitê Cuiabá 300 anos;

13- Suspender a licitação do transporte público da gestão passada e fazer outro que contemple o VLT, Buscar e Uber;

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *