https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/07/MPF.jpg

ATENDIMENTO PRECÁRIO

Ministério Público Federal investiga Correios de Mato Grosso

Divulgação

O Ministério Público Federal em Mato Grosso (MPF), por meio da Unidade em Cáceres, instaurou inquérito civil no intuito de apurar a qualidade do atendimento aos consumidores nas agências da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos de Cáceres e Pontes e Lacerda, especialmente com relação ao tempo de espera nas filas.

O inquérito é resultado de denúncias de usuários dos serviços dos Correios, sendo que em Cáceres os clientes demoram tempo muito maior que o razoável para serem atendidos que seria resultado de um baixo número de profissionais.

Reclamam ainda de assentos insuficientes em períodos como início de mês e do sistema de senha eletrônica, frequentemente fora do ar.

Na agência de Pontes e Lacerda, há queixas de que tanto o atendimento interno quanto externo não são prestados devidamente. Internamente, os cidadãos, ao tentarem utilizar o serviço, seriam tratados com descaso, falta de educação e desrespeito, enquanto externamente as correspondências não são entregues na residência dos destinatários, em regiões que tal serviço deveria ser prestado.

Diante disso, o MPF requer, no prazo de 30 dias, informações dos Correios esclarecendo quais medidas foram adotadas para redução do tempo de espera nos momentos de pico de atendimento.

O MPF requer também que sejam esclarecidos os critérios de divisão do atendimento do serviço postal e dos serviços de banco postal, indicando eventual existência de proporção para realização desses dois tipos de atendimento, bem como o tempo médio de espera dos consumidores referentes aos meses de outubro, novembro, dezembro de 2016 e janeiro de 2017.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *