https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2017/01/158d871adde545718a14f7cde8371300.jpg

CASO EM SIGILO

Polícia Civil vai ouvir PMs suspeitos de sumirem com jovens em Mato Grosso

A Polícia Judiciária Civil emitiu nota pública na tarde desta sexta-feira (20) para anunciar que passa a tratar o desaparecimento de dois jovens do bairro São João Del Rey, em Cuiabá, como duplo homicídio.

Mesmo com o reconhecimento dos corpos feito pela família dos dois jovens, a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que vai estar à frente das investigações, aguarda a confirmação oficial da perícia.

Desde a comunicação do sumiço,  o Setor de Desaparecidos da DHPP realiza diligências investigativas, com depoimentos de familiares e testemunhas, checagem de informações, entre outras para tentar localizar Hugo Vinicius da Silva Salomé, 19 anos, e João Vitor Alves de Oliveira, 20 anos, desaparecidos desde 9 de janeiro.

Agora, com a localização dos corpos, os possíveis suspeitos, denunciados pela família, serão ouvidos nas investigações.

Os corpos foram encontrados cerca de 10 metros, na MT 040, próximo a localidade de Porto de Fora, região que dá acesso ao Distrito de Mimoso, em Barão de Melgaço.

As vítimas foram enterradas em cova parcialmente rasa, descoberta com as chuvas.

Moradores da localidade encontraram e acionaram a Polícia.

Os corpos, em estado avançado de decomposição, estavam dentro de sacos plásticos, enrolados com fitas adesivas, e foram levados para Instituto de Medicina Legal (IML), em Cuiabá, onde passam por exames periciais para identificação da causa morte e coleta das digitais para identificação formal das vítimas.

As investigações prosseguem pela DHPP, que somente irá se pronunciar sobre o caso, ao final das investigações.

O DESAPARECIMENTO

No dia 9 de janeiro, por volta das 13h os jovens estavam em um veículo modelo Clio, marrom, quando foram abordados por Policiais e posteriormente agredidos.

O advogado da família, Sérgio Batistelli, afirma que entrou em contato com a Corregedoria da Polícia Militar, porém, não obteve nenhuma informação sobre a localização dos rapazes.

A PM confirmou a abordagem, contudo nega que tenham sido presos. “Eles fugiram antes de serem revistados”, esclareceu. Com informações da assessoria de imprensa da PJC

Foto: Reprodução

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *