R$ 60 MILHÕES

Delegacia Fazendária faz operação na Prefeitura de VG e descobre rombo milionário

A Delegacia Fazendária (Defaz) realizou a condução coercitiva de dois servidores da Prefeitura de Várzea Grande, na manhã desta sexta-feira (3). Outros oito funcionários foram intimados a prestar esclarecimentos nos próximos dias.

Todos são suspeitos de participarem de um esquema fraudulento que teria desviado cerca de R$ 60 milhões da Secretaria de Fazenda do Município. A denúncia foi feita pela atual gestão da cidade, da prefeita Lucimar Campos (DEM).

Na documentação encaminhada aos delegados, a prefeita apontou que os crimes eram praticados desde quando o município era gerido pelo ex-prefeito Murilo Domingos, em 2011, e teria permanecido até a gestão do prefeito cassado Walace Guimarães (PMDB).

O esquema acabou sendo descoberto em 2015, quando houve a troca do sistema da empresa que fazia a gestão dos tributos.

Em auditoria, foram descobertas as falhas que geraram o rombo milionário em uma “máfia” envolvendo fiscais da Secretaria de Finanças, sub-prefeitura do Cristo Rei e outras pastas.

O grupo procurava empresários de médio e grande porte e oferecia redução de impostos mediante o pagamento de propina.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *