https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Ministério-Público-do-Estado.jpg

ALVO DE INQUÉRITO

Ex-diretor do Procon é investigado pelo Ministério Público do Estado por cobrança de propina

Divulgação

O Ministério Público do Estado (MPE) abriu investigação contra o ex-diretor do Procon de Cuiabá, o advogado C. R. D. G. de C.

O inquérito civil foi aberto porque o MPE recebeu várias denúncias contra o ex-gestor municipal como: fazer uso particular do automóvel do Procon, dirigir alcoolizado o veículo público, usar de seu cargo público para captação de clientela para seu escritório de Advocacia, exigir pagamento de propina de empresários para não intensificar fiscalizações do Procon, exigir pagamento de propina sobre autuações feitas pelo Procon e determinar arquivamento de processos no Procon sem aplicação de penalidades por interesses pessoais.

A investigação deve apurar se o crime se configura improbidade administrativa.

O promotor de Justiça, Roberto Aparecido Turin, responsável pela abertura da investigação ainda solicitou informações do Procon sobre a ficha funcional do ex-diretor e mandou oficiar a Delegacia Fazendária para que encaminhe informações de diligências e o andamento do inquérito policial aberto pela Defaz.

A abertura do inquérito civil do MPE está datado no dia 13 de janeiro de 2017.

Em entrevista ao site RepórterMT, o ex-diretor do Procon comentou o assunto:

Ele disse que já respondeu a uma sindicância interna e que tudo que envolvia seu nome foi arquivado.

O ex-diretor afirmou que as denúncias foram feitas por uma ex-servidora do Procon, já exonerada do cargo, que estaria descontente com ele, após a administração ter detectado que ela respondia um processo judicial.

Alegou que não foi notificado pelo MPE e que, assim que isso acontecer, ele vai dar os necessários esclarecimentos.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *