https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2016/09/policia-civil-mt-e1519851043272.jpg

VIOLÊNCIA SEM FIM

Adolescente é morto a facadas após discussão por pipa em MT; polícia investiga o assassinato

Assessoria/PJC

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga as autorias e circunstâncias da morte de um adolescente, em razão de discussão envolvendo uma pipa, no bairro Jardim Eldorado, em Várzea Grande.

O crime ocorreu por volta das 18h de quinta-feira (09) quando a pipa de um dos autores do homicídio caiu na residência da vítima.

Após invadir o espaço para buscar o objeto houve uma discussão acalorada entre o morador e o suspeito.

Cerca de 30 minutos depois, os criminosos retornaram e passaram a agredir a vítima, vindo a desferir um golpe de arma branca na região do pescoço.

A delegacia chegou a receber a condução de três suspeitos de cometerem o crime, encaminhados pela Guarda Municipal de Várzea Grande.

As investigações preliminares da Polícia Civil apontaram para o real envolvimento de apenas um dos conduzidos, um menor de 16 anos, que teria emprestado a faca utilizada no crime.

As céleres diligências realizadas durante toda a noite pela equipe da DHPP apontaram que as outras duas pessoas conduzidas à Delegacia não teriam envolvimento na ação que espancou e matou o adolescente e podem ter sido confundidas com outros dois criminosos.

Eles chegaram a ser reconhecidos por uma das testemunhas do crime, contudo, em confronto com outros elementos coletados na investigação e depoimentos testemunhais restou apurado que eles não teriam participado da ação.

Ambos foram ouvidos na DHPP e foram liberados na manhã desta sexta-feira (10), de modo que apenas o adolescente segue detido.

De acordo com o delegado André Renato Gonçalves, que preside as investigações, duas pessoas que participaram do crime – incluindo o autor do golpe de faca que atingiu o pescoço da vítima – já foram identificadas e serão devidamente qualificadas e responsabilizadas no decorrer do Inquérito Policial.

O adolescente de 16 anos, que é surdo-mudo, apreendido por ter emprestado a arma usada no crime foi autuado em flagrante por ato infracional análogo a homicídio e encaminhado à Delegacia Especializada do Adolescente (DEA), de Várzea Grande.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *